Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus São José oferece primeiro curso do programa Mulheres Sim

ENSINO Data de Publicação: 29 ago 2019 16:50 Data de Atualização: 29 ago 2019 17:05

O Câmpus São José oferece neste semestre, pela primeira vez, um curso pelo programa Mulheres Sim. É o curso de Educação e Gênero, que começou as aulas na primeira semana de agosto, com 30 mulheres na turma.

O curso é destinado a mulheres acima de 15 anos, preferencialmente em vulnerabilidade social, vítimas de violência e encaminhadas por serviços de apoio como os Centros de Referência em Assistência Social (Cras). Ele tem como objetivo promover a cidadania e o empoderamento dessas mulheres. Temas como saúde da mulher, defesa pessoal, economia, equidade de gênero, raça, classe e sexo, entre outros, serão tratados no curso.

“Esperamos que o curso possa de fato transformar em algum sentido a vida delas. Não esperamos grandes mudanças, visto que são apenas três meses. Mas entendo que esse acolhimento, esses momentos de conversas e trocas podem despertar interesses que podem levar em atividades econômicas bem como um conhecimento para promover a autoestima e o desejo de aprender e viver mais”, avalia a coordenadora do curso, Ana Paula Pruner de Siqueira.


Vanessa da Luz, 23 anos, ficou sabendo do curso pelo Cras de seu bairro (Forquilhinhas, em São José) e resolveu se inscrever. “Eu estou sem serviço no momento e achei que podia ser um bom aprendizado”, conta. O Cras também foi a porta de entrada no curso para Denize Queiroz, 29 anos, moradora do bairro Roçado, em São José. O objetivo dela é obter conhecimento e, no futuro, elevar sua escolaridade. “Quero terminar meus estudos”, diz  Denise, que estudou até o segundo ano do ensino médio.


Grande parte das alunas são haitianas. Uma delas, Dorcerus Fredelene, 20 anos, moradora do bairro Capoeiras, em Florianópolis, descobriu o curso por indicação de uma amiga. Há 10 meses morando no Brasil, ainda não conseguiu encontrar emprego e vê no Mulheres Sim uma oportunidade para aprender novos conteúdos.

As aulas do curso de Educação e Gênero vão até novembro.
 
ENSINO