Pular para o conteúdo

Notícias

Projetos de extensão adaptam obra de Shakespeare para Libras

EXTENSÃO Data de Publicação: 23 dez 2019 09:55 Data de Atualização: 23 dez 2019 10:57

Um dos autores mais conhecidos da literatura e do teatro mundial foi tema de dois projetos de extensão executados no segundo semestre de 2019 no Câmpus Palhoça Bilíngue. Obras do inglês William Shakespeare, autor de clássicos como Romeu e Julieta, Hamlet e Otelo, foi traduzido e interpretado para língua brasileira de sinais (Libras) e apresentadas no câmpus e em outras instituições. 

O projeto “Shakespeare: tradições e leituras dramáticas” foi o primeiro a ser executado, com apoio do edital para projetos de média duração da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Extrnas (Proex). Ele teve como objetivo realizar leituras dramáticas em Libras e português do romance Romeu e Julieta para fomentar a criação artística e instigar o interesse de jovens surdos e ouvintes pela leitura, além de também promover a acessibilidade cultural.

A equipe do projeto selecionou duas cenas principais da obra, que foram traduzidas para Libras em parceria com Ângela Russo, tradutora e intérprete do Signatores, um grupo de teatro com atores surdos com mais de 10 anos de experiência na área. A leitura dramática foi apresentada em dois eventos: nas comemorações pelo aniversário do câmpus, em 25 de setembro, e em um evento realizado no câmpus da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) no bairro Pedra Branca, em Palhoça, perto do IFSC.

Crianças

“Com a boa repercussão e resultados alcançados, a equipe resolver dar prosseguimento ao projeto, trabalhando com outra perspectiva”, conta o bolsista Mateus de Sousa. Por isso, escreveram o projeto “Shakespeare para Crianças” e foram contemplados pelo edital para projetos de curta duração da Proex. Nessa iniciativa, a leitura dramática foi adaptada para contação de histórias, voltada para público infantil surdo e ouvinte.

A contação foi baseada em uma adaptação de Maurício de Sousa para a história de Shakespeare, chamada “Turma da Mônica em Romeu e Julieta”. As apresentações foram feitas em dezembro: no dia 10 na Casa de Acolhimento Amar 1, em São José, e no dia 13 no Centro de Educação Infantil Criança Esperança, em Palhoça. 

Os dois projetos tiveram orientação da professora Adriana de Moura Somacal e tiveram como bolsistas, além de Mateus de Sousa, os estudantes Darley Goulart e Gabriela Viana. No total, aproximadamente 280 pessoas assistiram as apresentações.

EXTENSÃO