Pular para o conteúdo

Notícias

Confira entrevista com egresso do técnico em Informática para Internet do Câmpus SLO

ENSINO Data de Publicação: 27 mai 2021 11:05 Data de Atualização: 28 mai 2021 13:08

Alexandre Sartori se formou técnico em Informática para Internet no Câmpus São Lourenço do Oeste do IFSC em 2020. Atualmente, trabalha no setor de importação de dados de uma empresa de tecnologia. Ele atribui ao IFSC a conquista do primeiro emprego, já que iniciou como estagiário da instituição no começo do ano passado e segue lá até hoje.

Das experiências quando estudante, destaca a participação em projeto de pesquisa, apresentação de trabalho no SEPEI (Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC) e a participação nos JIFSC (Jogos do Instituto Federal de Santa Catarina). Alexandre também deixa um conselho para os calouros: “por mais que as coisas sejam difíceis, não desistam, pois muitas coisas boas os aguardam no fim dessa jornada”. Abaixo, você confere a entrevista completa com o egresso.

Quais são suas lembranças favoritas das aulas?

Seriam as próprias aulas e os amigos, discutir sobre os assuntos das aulas com os amigos, fazer os trabalhos em grupo, desenvolver scripts, aprender novas linguagens, com certeza essas seriam as minhas lembranças favoritas que eu tenho do IFSC.

Durante a formação, em quais atividades você se envolveu? 

Durante a minha formação no IFSC, me envolvi em várias atividades:

- Em 2018 participei de um projeto de Ensino juntamente com outro aluno e o professor Vinicius Dal Bem, onde construímos o arcade, que está disponível até hoje no IFSC para quem quiser se divertir nos intervalos das aulas.

- Em 2019 esse mesmo projeto me proporcionou que eu fosse para o SEPEI, realizado em Chapecó – SC. O SEPEI é o lugar onde vários alunos dos campus do IFSC de todo o estado se reúnem para apresentarem, geralmente, um ano de trabalhos variados, como projetos integradores, trabalhos de conclusão de curso ou projetos de ensino, pesquisa e extensão.

- Nesse mesmo ano participei da modalidade de tênis de mesa do JIFSC (Jogos do Instituto Federal de Santa Catarina) realizado em Florianópolis.

- Em janeiro de 2020 iniciei meu estágio na empresa OFF Serviços de Tecnologia, na qual atuei no setor de importação de dados, no final de junho do mesmo ano terminei meu estágio.

Você participou de algum evento organizado pelo IFSC? Como foi a experiência? 

Sim, participei do SEPEI, em Chapecó, em 2019 com o projeto do árcade.

Para participar do SEPEI, precisei gravar um vídeo falando um pouco do projeto que realizei, explicando qual era o objetivo final do projeto, que nesse caso era diminuir a porcentagem de evasão escolar no IFSC de São Lourenço.

Falando um pouco de minha experiência no SEPEI, eu não sou uma pessoa que costumo falar em público então ir lá e apresentar meu projeto para um certo público era bem desafiador, claro no início senti aquele “friozinho na barriga”, mas nada que me impediu de eu apresentar o projeto como um todo, no final do evento, eu realmente saí feliz, por ter enfrentado aquele desafio e ter me saído bem.

Quais foram os desafios em realizar estágio na área enquanto ainda concluía o curso? 

Então, fazer o estágio, foi um desafio como um todo, por vários motivos, um deles é que  foi meu primeiro emprego,  e também teve a questão da pandemia, nós da empresa tivemos que trabalhar em home office justamente para evitar um possível contágio do vírus, mas depois de um certo tempo fui me adaptando a empresa, e acredito que desempenhei bem o meu papel já que eu fui efetivado logo após o término do estágio.

Atualmente, você trabalha na área de formação do curso? Qual foi o impacto do IFSC na sua vida profissional?

Sim, trabalho na empresa OFF Serviços de Tecnologia no setor de importação de dados.

Sobre o impacto que o IFSC teve na minha vida profissional, sem dúvida alguma foi um impacto muito grande positivamente, já que estou nesse emprego até os dias atuais e tudo graças ao IFSC que abriu essa porta para mim.

Que conselho você daria pra quem está no início de um curso no IFSC?

Por experiência própria esse caminho não é fácil, vai ter muitos desafios, problemas entre outras coisas, mas não são só coisas negativas, como já falei tem a questão dos projetos, jogos, viagens etc.

Minha mensagem final é que por mais que as coisas sejam difíceis, não desistam, pois muitas coisas boas os aguardam no fim dessa jornada.

ENSINO CÂMPUS SÃO LOURENÇO DO OESTE

Nó: liferay-ce-prod02

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.