Pular para o conteúdo

Notícias

Projeto do IFSC entrega painéis informativos sobre história de Araranguá

EXTENSÃO Data de Publicação: 11 set 2019 16:30 Data de Atualização: 13 set 2019 10:36
Projeto do IFSC entrega painéis informativos sobre história de Araranguá
"Caminhando por Araranguá" levantou informações históricas sobre a cidade

Um visitante – ou mesmo um morador de Araranguá – tem como referência da cidade a praça Hercílio Luz, localizada no centro da cidade. Nem todos sabem, porém, o que monumentos e edificações revelam sobre a história, a formação e as pessoas de Araranguá.

Quem foi Hercílio Luz, que dá nome à praça? Quem foi Luiz Delfino dos Santos, nome da Biblioteca Pública de Municipal? A poucos metros dali, a quem se dedica o monumento ao expedicionário? O que a paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens revela sobre a formação da cidade? O que um monumento na beira do rio diz sobre o planejamento urbano de Araranguá? Que histórias esconde o próprio rio?

As respostas a essas perguntas contribuem para que a própria população conheça a história da cidade, além de oferecer um atrativo a mais a quem visita Araranguá. E agora, a partir de um projeto de extensão do Câmpus Araranguá do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), elas estão ao alcance da mão.

No próximo dia 19, às 10h, como parte das comemorações dos dez anos do Museu Histórico de Araranguá, serão entregues à comunidade dois painéis informativos instalados na praça Hercílio Luz. As placas trazem códigos que podem ser acessados pelo celular, direcionando para um site com informações históricas em texto e áudio, além uma sugestão de roteiro pela região central da cidade.

As placas e o site são resultado do projeto "Caminhando por Araranguá", realizado pelo IFSC desde 2017, sob coordenação do professor de sociologia, Rodrigo Lima. No ano passado, o projeto obteve recursos do IFSC, que foram direcionados para a confecção dos produtos que agora são entregues à população de Araranguá e futuros visitantes.

“Estamos entregando um projeto que vai ter uma boa utilização pela cidade, acredito. Ele consegue articular questões históricas e culturais, referências mínimas sobre a história da cidade”, afirma Rodrigo. “Claro que fica muita coisa de fora, mas tendo em vista que não havia uma estrutura mínima de roteiro, até do ponto turístico, acaba atendendo a essa demanda [turística], embora o foco do projeto seja educacional”, explica.

O site também direciona para outro projeto, o Roteiro Geoecológico, organizado pelos geógrafos Samanta da Costa Cristiano e Pedro de Carvalho Nasser, com informações e roteiros de interesse ecológico na Costa de Araranguá.

Uma jornada pelo universo

Além da entrega das placas, o Câmpus Araranguá e o Clube de Astronomia também participam das comemorações dos dez anos do Museu Histórico de Araranguá com a exposição “Uma jornada pelo Universo”, em parceria com a UFSC, a UFRGS, a SAMAE e o Departamento de Cultura, da prefeitura municipal de Araranguá.

De acordo com o professor de Física do Câmpus Araranguá, Marcos Pradella, a população terá a oportunidade de viajar pelo sistema solar e pela história do universo através de painéis informativos confeccionados pelas instituições. Temas como evolução estelar, evolução do universo, água no sistema solar, a chegada do homem na Lua e os 100 anos do eclipse de Sobral compõem a exposição.

A programação também contará com o lançamento do livro “A criação do Dante sul-americano”, de Romeu Daros.

EXTENSÃO CÂMPUS ARARANGUÁ