Sobre o projeto

O projeto “Autonomia social e econômica: gerando renda e valorizando o trabalho feminino” é resultado de uma parceria entre os Câmpus Tubarão e Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), com recursos da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Serão ofertadas vagas para 490 mulheres em situação de vulnerabilidade social das regiões da Amurel e da Amrec, no sul catarinense, por meio de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) em áreas como Geração de Renda, Tecnologia e Valorização do Trabalho Feminino; Empreendedorismo Feminino; Comunicação e Atendimento ao Cliente; Inovação e Criatividade; Inclusão Digital; Instalações e Serviços de Eletricidade; Cidadania, Alfabetização e Letramento.

O projeto abrange a região sul de Santa Catarina, em especial em duas microrregiões, sendo a microrregião de Tubarão/SC (AMUREL), formada por 18 municípios (Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Grão-Pará, Gravatal, Imaruí, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Pedras Grandes, Pescaria Brava, Rio Fortuna, Sangão, Santa Rosa de Lima, São Martinho, São Ludgero, Treze de Maio e Tubarão), e a microrregião de Criciúma/SC (AMREC), formada por 12 municípios (Balneário Rincão, Cocal do Sul, Criciúma, Forquilhinha, Içara, Lauro Muller, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Orleans, Siderópolis, Treviso e Urussanga), totalizando 30 municípios atendidos, com vistas à inserção sociocultural e no mercado de trabalho.

Assim, espera-se, a partir de uma visão do protagonismo feminino, o desenvolvimento do potencial empreendedor e laboral das mulheres participantes do projeto, promovendo a melhoria tanto de suas condições de vida quanto a de seus familiares, bem como a contribuição para a governança de suas comunidades.

Voltar ao Topo