Pular para o conteúdo

Notícias

Alf recebe cadeira de rodas produzida em impressora 3D do Câmpus

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS Data de Publicação: 20 jul 2022 04:00 Data de Atualização: 03 ago 2022 19:00

“No lugar certo, e no momento certo!” Para Alf, um cãozinho que há pouco tempo amputou uma de suas patas traseiras, devido a um Osteosarcoma (câncer), o dito popular se faz verdadeiro. É que ele teve a oportunidade de conhecer o professor do Câmpus Florianópolis, Matheus Savi, que tocado pela estória do animal, resolveu oferecer ajuda com a tecnologia desenvolvida no IFSC.

Matheus conta que estava numa clínica esperando atendimento para sua cachorrinha, quando Alf entrou, “bem debilitado e sem uma pata traseira”. “Aquilo me tocou e então eu perguntei se ele não gostaria de fazer uma cadeira de rodas para o cachorro, pra que ele pudesse se movimentar melhor, uma vez que, com a doença, ele diminuiu muito sua movimentação e tornou-se sedentário”. A resposta foi lógica: “sim”, e o equipamento foi produzido em impressora 3D do LabMAIS (Laboratório de Manufatura Aditiva e Inovação em Saúde, advindo do projeto IF-Maker) do Câmpus Florianópolis. A cadeira de rodas foi entregue para Alf na tarde desta quarta-feira (20), no Câmpus Florianópolis.

Para o professor, a importância para alunos e professores em desenvolver trabalhos como esse, dirigidos à comunidade está na oportunidade de dar retorno à sociedade. “Ações como esta são o retorno à comunidade daquilo que é investido em pesquisa e extensão pelo Governo e, por consequência, por cada brasileiro. Utilizamos nosso conhecimento, capacidade de inovação e mão de obra especializada para auxiliar pacientes, clínicas e hospitais por meio da manufatura digital e aditiva, especificamente a impressão 3D. O que está sendo produzido para este animal é apenas uma das possibilidades de serviços prestados pelo LabMAIS - Laboratório de Manufatura Aditiva e Inovação em Saúde ligado ao IFMaker e à Rede Maker da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec).

Segundo Savi, foram produzidas as peças de encaixe. E rodas, correias, parafusos e tubos de alumínio foram comprados. “Primeiro é necessário imprimir as peças de encaixe e depois unir os canos de acordo com o tamanho específico do cachorro. Depois disso, é necessário fazer a adaptação das correias ao animal para que fique firme, e ele possa caminhar com tranquilidade”, destaca Matheus. O material foi custeado pelo edital IFMaker deste ano. “Lembro que o projeto digital já existia na internet desde 2016, então este modelo que estamos fazendo é uma reprodução de algo já planejado, uma vez que o tempo de desenvolvimento nosso seria muito longo para o animal esperar”, relata o professor.

Participam da iniciativa, além de Matheus, o técnico-administrativo Marco Bertoncini, ambos do Departamento Acadêmico de Saúde e Serviços (DASS), Roberto Pistorello, do Departamento Acadêmico de Metal-Mecânica (DAMM) e as alunas bolsistas pelo IFMaker Jaqueline Costa e Luiza Pujol, ambas do curso Superior de Tecnologia em Radiologia.

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS INOVAÇÃO

Nó: liferay-ce-prod02

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.