Pular para o conteúdo

Notícias

Câmpus SLO desenvolve máscaras e aplicativo de celular para auxiliar no combate ao Covid-19

CÂMPUS SÃO LOURENÇO DO OESTE Data de Publicação: 16 abr 2020 18:56 Data de Atualização: 16 abr 2020 20:34

O Câmpus São Lourenço do Oeste desenvolve três iniciativas para auxiliar no combater ao coronavírus: produção de máscaras tipo faceshield para profissionais da saúde, produção de máscaras temáticas para grupos de risco e a população em geral, e ainda o desenvolve um site e um aplicativo de celular para auxiliar na comercialização de produtos da agricultura familiar. Os projetos foram aprovados em uma chamada emergencial do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e terão quase R$ 20 mil para a execução.

O projeto de máscaras do tipo faceshield começou a ser desenvolvido, primeiro, em parceria com a empresa Imaginum3D. Juntos, o IFSC e a empresa conseguiram finalizar, nesta quinta-feira (16), a produção de uma primeira leva de máscaras para doação. São 15 unidades que serão entregues para unidades de saúde que precisarem.

“Nós imprimimos o suporte da máscara em nossa impressora 3D e eles nos auxiliaram com várias informações e concluíram com elástico e acrílico. Agora, com o recurso recebido da chamada Covid-19 (pouco mais de R$ 13 mil), podemos produzir por nossa conta, comprando esses outros materiais também, que antes não tínhamos”, afirma o professor responsável pelo projeto no IFSC, Vinicius Dal Bem. 

Este tipo de impressão também tem sido possível porque os modelos 3D das peças foram disponibilizados de forma gratuita na internet. No caso de SLO, o modelo das peças utilizado é do inventor Josef Prusa, da República Tcheca (disponível aqui). “Se tivermos mais material, vamos produzir também um protetor de orelhas para deixar o uso das máscaras mais confortável para quem precisa fazer isso o dia todo. E neste caso também temos o modelo 3D disponibilizado de forma gratuita, por um canadense (disponível aqui)”, projeta o professor Vinicius.

Produção de máscaras temáticas

Já os professores João Eduardo Linhares e Bruno de Azevedo irão produzir 1 mil máscaras temáticas, com o auxílio aprovado de R$ 5.150,00. “Queremos mobilizar a população por meio de uma campanha educativa e criativa, por meio da qual as máscaras recebam temáticas diversas, frases, personagens e outras imagens, a fim de estimular o uso por pessoas do grupo de risco, crianças e pessoas em situação de vulnerabilidade social”, afirmam.

Assim que as máscaras forem produzidas, elas serão destinadas para estudantes do IFSC, para pessoas em situação de vulnerabilidade, através de doação para a Secretaria de Assistência Social do Município, e, ainda haverá um dia de entregas para a população em geral em pontos estratégicos da cidade (bancos, supermercados).

Junto às máscaras, os servidores do IFSC ainda irão entregar um panfleto de orientação sobre os principais cuidados no combate e prevenção ao Covid-19. 

Auxílio a agricultores familiares

A iniciativa chamada “Direto da Horta” é a terceira aprovada pelo IFSC em São Lourenço do Oeste, com verba de R$ 1.437,00. Trata-se de um projeto para desenvolver soluções informatizadas (site e aplicativo) para comercialização direta de produtos da agricultura familiar. Na proposta, levou-se em consideração que existem 1.321 estabelecimentos agropecuários familiares na cidade. 

“Queremos promover a geração de renda e estimular o empreendedorismo rural aos agricultores familiares. Para isso, pretendemos desenvolver site e aplicativo, para auxiliar os agricultores a realizarem a venda/encomenda de seus produtos aos clientes interessados”, conta a professora Daiana Schmidt. 

Além de servir como um canal direto de relacionamento entre agricultor e consumidor, a plataforma visa trabalhar com um sistema de agendamento para a entrega dos pedidos na feira, permitindo assim que os clientes se dirijam até o ponto de entrega em horários distintos, incluindo entrega domiciliar e evitando aglomerações neste momento, como na feira que ocorre em SLO aos sábados pela manhã.

Todos os projetos aguardam a liberação da verba disponibilizada, para aquisição de materiais necessários e início das produções.

 

CÂMPUS SÃO LOURENÇO DO OESTE INSTITUCIONAL