Pular para o conteúdo

Notícias

Em tempos de pandemia, amor é alimento

EXTENSÃO Data de Publicação: 03 jul 2020 09:39 Data de Atualização: 03 jul 2020 09:46

A pandemia da Covid-19 trouxe consigo mais desemprego, polarização e vulnerabilidade social. Várias iniciativas solidárias vêm sendo desenvolvidas desde o início do isolamento social há pouco mais de três meses. E uma delas, se chama AlimentAmor, desenvolvida pelo Câmpus Florianópolis-Continente, que consiste em produção e doação de alimentos àqueles que precisam de ajuda neste momento. 

“Poucos dias antes da pandemia começar, fizemos um pedido grande de insumos que seriam utilizados nas aulas práticas dos cursos da área de cozinha, bebidas e serviços. Grande parte destes insumos eram inclusive alimentos perecíveis, como hortifrutigranjeiros. Como as aulas foram canceladas, decidimos dar um destino aos alimentos de forma que pudesse ajudar a comunidade de alguma forma”, conta a técnica do laboratório de Alimentos e Bebidas e coordenadora do projeto, Aline Mello. 

Ela explica que os alimentos foram adquiridos por meio de licitações e pregão. “Insumos abertos que estavam próximos ao prazo de vencimento foram utilizados juntamente com doações de servidores na produção de pães e bolos que foram distribuídos na comunidade em vulnerabilidade social”, diz a coordenadora. Segundo ela, parte dos alimentos utilizados foram provenientes de doações de servidores e de uma empresa parceira.

O AlimentAmor iniciou na primeira semana de maio quando o grupo fez uma produção de pães e bolos. E assim permaneceu nesse mês. Mas a iniciativa foi além, conforme Aline. “Na ação que ainda está em andamento - esta não tem parceria direta com o IFSC, apenas atuação de alguns servidores - estão sendo produzidas marmitas. Além disso, seguimos com arrecadação de doações espontâneas de alimentos para confecção de cestas básicas. O Núcleo Pedagógico do Câmpus Florianópolis-Continente sinalizou alguns alunos que estão passando por necessidades, estas cestas básicas estão sendo direcionadas a estes alunos e à comunidade”, relata a técnica. 

Os pães e bolos produzidos foram doados a comunidades carentes, asilos, abrigos, centros comunitários. Os alimentos que estão em suas embalagens originais e não foram divididos em porções, estão sendo encaminhados ao projeto Mesa Brasil do SESC. “Foi feita uma pesquisa para saber quais as comunidades estão precisando de doações e as produções foram encaminhadas para estes locais. O Mesa Brasil já é um projeto que temos parceria há muito tempo, apenas continuamos esta parceria com eles também”, destaca Aline, que diz que o grupo estuda formas de viabilizar a continuidade do projeto enquanto durar a pandemia, pois existem muitas pessoas desempregadas e em situação emergencial.
 
Servidores do IFSC, discentes e empresas parceiras participam da iniciativa. Entretanto, o projeto disponibiliza uma caixa na portaria do Câmpus Florianópolis para doações de alimentos não perecíveis, roupas e cobertas de frio limpas e em boas condições por parte da comunidade em geral. “Máscaras, brinquedos, estamos recolhendo para fazer a distribuição. É só entregar para o vigia. Toda quinta-feira uma servidora passa para retirar as doações e montar cestas e kits. Toda ajuda é bem vinda. O projeto AlimentAmor não teve financiamento, e é mantido através de doações”, ressalta a técnica do laboratório de Alimentos e Bebidas.

Além disso, a coordenadora adjunta do projeto, Paula Bitencourt, segue produzindo alimentos com doações em parceria com uma micro empresa local, que doam as marmitas sustentáveis feitas com os insumos arrecadados de doação. “Esta micro empresa também foi parceira na ação dos pães e bolos. Ainda estão produzindo e arrecadando doações diversas para ajudar comunidades locais”, finaliza Aline.

EXTENSÃO CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE