Pular para o conteúdo

Notícias

Atividades de pesquisa poderão retornar de forma presencial a partir de 17 de maio

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 26 abr 2021 18:31 Data de Atualização: 03 mai 2021 17:33

Em reunião realizada nesta segunda-feira (26), o Conselho Superior (Consup) deliberou pela manutenção da suspensão das atividades presenciais acadêmicas e administrativas até 16 de maio. Assim, o IFSC permanece na Fase 0 do plano de contingência até esta data. O Consup também autorizou os colegiados dos câmpus a deliberarem a partir de 17 de maio pelo acionamento da Fase 1 da Política de Segurança Sanitária (PSS), de acordo com a situação sanitária de cada localidade. As discussões e estudos de cada colegiado, no entanto, podem ser realizadas antes do dia 17.

A Fase 1 possibilita o retorno de estudantes formandos de cursos superiores e de pós-graduação, bem como de seus professores, para a realização de experimentos indispensáveis para a conclusão de Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCCs) ou cumprimento de prazos de projetos de pesquisa. A volta dos estudantes é facultativa. Além disso, estudantes e servidores do grupo de risco e que não tenham completado 28 dias após o fim do ciclo vacinal (segunda dose) não devem voltar às atividades presenciais.

Para acionar a Fase 1, os câmpus devem cumprir os protocolos biossanitários como uso de EPIs, limpeza e desinfecção e escalonamento no uso dos laboratórios. Segundo relatório apresentado pelo Comitê Técnico-Científico (CTC), o público que poderá retornar às atividades presenciais representa de 0,2% a 4,62% do total da comunidade acadêmica, variando de acordo com cada câmpus.

Mesmo após a deflagração da Fase 1, as demais atividades acadêmicas continuam sendo realizadas de forma remota, por meio das Atividades Não Presenciais (ANPs).

Deliberação sobre a Política de Segurança Sanitária

Durante a reunião, os conselheiros deram continuidade à deliberação da Política de Segurança Sanitária (PSS). Os parâmetros para as fases 1 e 2 já foram aprovados em reuniões anteriores. Para a definição dos critérios para deflagração das fases 3, 4 e 5 foi criada uma comissão formada por membros do Consup para, no prazo de 30 dias, acompanhar o CTC na elaboração dos pontos ainda pendentes. O grupo é formado por um representante dos docentes, um dos técnicos administrativos, um dos discentes e um representante do Colégio de Dirigentes (Codir).

Os conselheiros também debateram a recomposição do CTC, pois alguns membros se afastaram ou se licenciaram das atividades. A professora Ana Paula Kuczmynda da Silveira, coordenadora do Grupo de Trabalho de Elaboração da PSS, também pediu para se afastar do trabalho.

Saiba mais sobre a deliberação do Consup sobre a PSS.

Veja a gravação da reunião do dia 26 de maio na íntegra no canal do Youtube do IFSC:

INSTITUCIONAL

Nó: liferay-ce-prod01