Pular para o conteúdo

Notícias

Pesquisa busca conhecer realidade da higiene e manipulação de alimentos na Grande Florianópolis

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE Data de Publicação: 10 mai 2021 14:06 Data de Atualização: 10 mai 2021 14:23

Uma pesquisa do Câmpus Florianópolis-Continente quer ouvir cozinheiros, padeiros, garçons e demais profissionais que trabalham com alimentos e bebidas na Grande Florianópolis sobre como aplicam as boas práticas de higiene e manipulação de alimentos, se conseguem seguir o que determinam as normas ou se têm dificuldades. O objetivo é que as respostas sejam um guia para a instituição montar um curso voltado para as necessidades apontadas pelos profissionais.

O formulário online é dividido em seções: higiene pessoal, recebimento e armazenamento de produtos, pré-preparo dos alimentos, preparo e distribuição de alimentos, higiene do ambiente e uma específica sobre a situação com a pandemia. As questões abordam desde aspectos bem pessoais, como corte de unhas e cabelo, até produtos utilizados para higienização das mãos, dos alimentos e dos utensílios.

A coordenadora da pesquisa “Contribuições técnicas sobre higiene e manipulação de alimentos para uma gastronomia segura na Grande Florianópolis", professora Elinete de Lima, afirma que especialmente neste período de pandemia de Covid-19 há uma demanda por conhecimento sobre a manipulação segura dos alimentos.

"O objetivo é contribuir para a capacitação dos  profissionais dos serviços de alimentação da grande Florianópolis ligados ao turismo e  a hospitalidade. A partir dos dados coletados com o questionário serão  produzidos vídeos sobre as técnicas e procedimentos para a produção de alimentos  seguros, outros materiais digitais com explicações teóricas, recomendações técnicas e  atividades interativas, reunidos em um e-book", explica.

O material produzido será utilizado em um curso de extensão a ser ofertado aos profissionais dos estabelecimentos participantes da pesquisa e também nas disciplinas de higiene e manipulação de alimentos nos cursos  técnicos e superiores e para o curso FIC para manipuladores de alimentos ofertado pelo Câmpus Florianópolis-Continente.

Para contribuir com a formatação do curso, a pesquisa questiona sobre cursos e capacitações na área de higiene e manipulação de alimentos realizados pelo participante ou que sejam do seu interesse, assim como temas que gostaria de aprender mais.

Sobre as boas práticas de higiene e manipulação

Diante da pandemia de Covi-19, as recomendações de boas práticas de produção e manipulação  de alimentos têm sido reforçadas por meio de notas técnicas publicadas pela Agência  Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Saúde e de outras publicações técnicas, como da Associação de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Elinete lembra que a capacitação periódica dos manipuladores de alimentos é uma  necessidade e está prevista na legislação sanitária federal e municipal. "A legislação  federal determina que a capacitação deve ocorrer  periodicamente e deve ser devidamente comprovada. A Prefeitura Municipal de  Florianópolis a partir de 2002 tem exigido que todos os trabalhadores que manipulam  alimentos de forma direta ou indireta recebam treinamento específico referente às boas  práticas de fabricação/manipulação de alimentos."

O Câmpus Florianópolis-Continente do IFSC está oficialmente credenciado junto à  Vigilância Sanitária do município de Florianópolis para realizar a capacitação exigida pelo  município e tem ofertado o curso de formação inicial continuada (FIC) "Treinamento para manipuladores de alimentos" no formato online.

 

CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE PESQUISA

Nó: liferay-ce-prod02