Relato de Isabelli Sasdelli Tavares | COVID 19

BLOG DOS INTERCAMBISTAS Data de Publicação: 20 mar 2020 12:08 Data de Atualização: 20 mar 2020 12:17
Relato de Isabelli Sasdelli Tavares | COVID 19
“Uma das fotos sou eu na frente do letreiro do ISEP e a outra minha com as meninas de Joinville no famoso letreiro da cidade.”

Hoje, dia 18 de Março, completa duas semanas desde que cheguei em Porto. Desde a chegada ao aeroporto de Guarulhos, no dia 03 de Março, já tive boas experiências: lá, encontrei (e conheci) a Isabela Chagas e a Ana Maria, ambas do campus de Joinville e minhas colegas de quarto pelos próximos 3 meses. Após horas em voos e aeroportos, chegamos a nossa nova casa na quarta-feira, dia 04 de Março.

 

No dia seguinte, 05 de Março, fomos ao ISEP – Instituto Superior de Engenharia de Porto – para conhecer a instituição e resolver questões de documentos, e recebemos, desde o começo, inúmeras orientações sobre o COVID-19. Após esse primeiro encontro, entramos em contato com nossos respectivos orientadores.

 

Meu professor orientador aqui no ISEP teve um compromisso no Brasil e nosso primeiro encontro foi marcado apenas pra outra semana, o que me permitiu conhecer alguns pontos turísticos e andar pelas clássicas ruas da cidade. Todas as primeiras impressões foram maravilhosas, a limpeza e segurança em todos os lugares, e como tudo é maravilhoso e encantador, fazendo-me sentir em um cenário de filme.

 

Com a situação do país devido ao coronavírus, todas as aulas foram suspensas e passaram a ser a distância, incluindo as atividades de estágio, que é meu caso. Segui todas as orientações e tive minha primeira reunião online, na segunda-feira, dia 16 de Março. Meu projeto é sobre o VISIR+, um laboratório remoto, que permite realizar experimentos com circuitos elétricos e eletrônicos. Por enquanto, minhas atividades consistem em realizar experimentos com o elemento de circuito eletrônico mais básico, o diodo.

 

Quanto à Portaria lançada pelo IFSC nesta semana, eu e as outras duas meninas que dividimos o quarto, decidimos ficar e manter o estágio, pois além de ser uma decisão aprovada por nossos pais, nos sentimos seguras aqui em Portugal. Estamos seguindo todas as recomendações. Esperamos que nossos familiares no Brasil, estejam seguros, assim como nós nos sentimos aqui.

BLOG DOS INTERCAMBISTAS