Segurança dos alimentos em tempos de coronavírus

BLOG DO IFSC Data de Publicação: 15 abr 2020 11:51 Data de Atualização: 15 abr 2020 19:31

Você não aguenta mais ouvir que precisa lavar bem as mãos e muitas vezes por dia? Nos últimos dias, o uso das máscaras também passou a ser recomendado e você está vendo muita gente colocar foto de perfil com este acessório? Tudo isso tem um motivo: cuidar da sua saúde e das demais pessoas! Porém, não é só isso: precisamos ter cuidado também com o que compramos (e trazemos para dentro de casa) e com a forma como manipulamos os alimentos.

Assim como em outros surtos na história da humanidade  - como a gripe aviária (2006) ou a gripe suína (2009) - a Covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus NÃO é considerada uma doença transmitida por alimentos, pois é uma doença respiratória. Ou seja, ela é transmitida pela tosse, por espirros, pelo contato com secreções que carregam o vírus ou, ainda, pela proximidade com pessoas infectadas. Por isso, a lavagem das mãos, o uso de máscaras pelas pessoas, principalmente as que estão tossindo ou espirrando, e o isolamento são estratégias adotadas para a contenção da doença.

Porém, o contágio dos alimentos pode ocorrer de forma indireta - por exemplo, pelo contato com superfícies ou objetos previamente contaminados, como embalagens ou mesas.

 

 

Isso acontece porque o vírus é capaz de resistir por algumas horas ou até mesmo por vários dias sem um hospedeiro, no caso o ser humano.

 

A boa notícia é que o vírus pode ser eliminado com a adoção de boas práticas de higiene na manipulação de alimentos, que são cuidados básicos ensinados às pessoas e, principalmente, aos profissionais e donos de estabelecimentos do setor de alimentação e que, muitas vezes, não são levados à risca.

Para ajudá-lo a manter a segurança da sua alimentação (e isso vale para sempre, não só em tempos de coronavírus, viu?), conversamos com a Páulia Maria Cardoso Lima Reis, que é mestre e doutora em Engenharia de Alimentos e professora do nosso Câmpus Florianópolis-Continente. 

Abaixo listamos algumas dicas dela e de seus alunos de como fazer a higienização e a manipulação dos alimentos de forma segura. Lembrando que essas dicas servem para a prevenção de doenças de forma geral, sejam elas de origem alimentar ou do surto que estamos enfrentando atualmente com o novo coronavírus.

Higienização de vegetais folhosos, frutas e verduras

Ao chegar do supermercado, limpe e desinfecte folhosos, frutas e verduras, especialmente os que serão ingeridos crus ou com a casca. Lave os folhosos, frutas e verduras em água corrente para retirar todos os resíduos e deixe de molho, entre 10 a 15 minutos, em uma vasilha com água clorada (solução clorada). No momento, devemos evitar a compra de frutas ou verduras já cortadas e expostas, pois não é possível desinfetá-las em solução clorada. 

Comumente utilizamos 1 colher de sopa de água sanitária para cada 1 litro de água - é importante prestar atenção nessa proporção, para que os alimentos não fiquem com o gosto da água sanitária. Em seguida, faça o enxágue em água corrente e deixe secar em temperatura ambiente antes de armazená-los na geladeira ou organizá-los em um local adequado. O enxágue é necessário para retirar o cloro dos alimentos, pois seu consumo não é recomendado. 

A nossa aluna Adriele de Lara Kossoski, do curso técnico em Cozinha, explica como pode ser feita essa desinfecção.

Higienização de embalagens 

Lave com água, esponja e detergente as embalagens, como enlatados, recipientes de plástico ou de vidro e, se possível, passe ainda o álcool 70% com o auxílio de um pano limpo ou papel toalha. Somente após a higienização, guarde-as em local adequado.

Manipulação de carnes

Após a manipulação de carnes vermelhas, frango ou peixe, higienize as tábuas de corte e facas utilizadas, evitando assim a contaminação cruzada. Lave a tábua de corte e facas com o auxílio da esponja, detergente e água e deixe de molho em solução clorada, por 15 a 30 minutos. Nesse caso, a recomendação é utilizar 2 colheres de sopa de água sanitária para cada 1 litro de água. Opte em consumir carnes ou peixes cozidos ou assados, pois o calor destrói patógenos, como o vírus.

A nossa aluna Liane Correia da Silva ensina como fazer um descongelamento de carnes de forma adequada e livre de contaminações.

Higienização de superfícies

Higienize as superfícies de trabalho na cozinha, como pias, bancadas ou mesas, com auxílio de água, detergente e esponja. Enxágue e desinfete com água clorada ou álcool 70% antes e após as atividades de manipulação de alimentos. Cuidado com a utilização do álcool 70% próximo ao calor, pois existe risco de fogo.

Utilização de máscaras por profissionais da área de alimentação

Se você trabalha em um restaurante ou outro estabelecimento que esteja fornecendo alimentação neste momento, você deve utilizar máscara durante o seu trabalho. O uso de máscaras pelos manipuladores (cozinheiros, auxiliares de cozinha, padeiros, confeiteiros, chefs, gastrônomos e profissionais responsáveis pela limpeza) em serviços de alimentação que estão em atendimento, é essencial para evitar a contaminação dos alimentos. Recomenda-se a troca a cada 2 horas ou quando contaminada pelo ambiente ou pelo próprio manipulador. Além da máscara, é preciso usar, como já recomendado, uniforme, touca, sapato fechado, unhas aparadas e barba feita. 

E não custa lembrar que é extremamente proibido que o manipulador de alimentos trabalhe doente ou com suspeita de alguma doença. Se você trabalha em algum serviço de alimentação e tiver contato com suspeito da doença ou apresentar algum sintoma, você deve se afastar do trabalho para evitar contaminar outras pessoas. 

E só lembrando que, mesmo se você não trabalhar com isso, é preciso usar máscaras toda vez que for sair de casa. Veja no vídeo abaixo como utilizar a sua:


Mas, destaque para as recomendações da OMS: se puder, fique em casa. #IFSCemcasa

Tem mais dúvidas sobre o coronavírus?

Clique aqui para ver o post que já divulgamos sobre o assunto esclarecendo dúvidas sobre saúde.  

Reunimos também nossas informações em uma página específica -> https://www.ifsc.edu.br/covid-19

Podemos ajudar com outras informações?

Tem mais alguma dúvida ou sente falta de algum conteúdo relacionado ao coronavírus? Mande e-mail para blog@ifsc.edu.br que queremos saber a tua sugestão. Quem sabe não vira um post aqui?

Sites consultados

Organização Mundial da Saúde
Ministério da Saúde
Novo coronavírus pode ser transmitido por alimentos? 
Quais as diferenças entre a pandemia de covid-19 e da gripe suína de 2009?

E se você gostou deste post, deixe um comentário e compartilhe!

Assine o blog

Se você quiser receber nossos posts por e-mail sempre que publicarmos, deixe seu e-mail no nosso cadastro.

 

 
BLOG DO IFSC BLOG DO IFSC