IFSC organiza conferência internacional sobre aprendizagem

Data de Publicação: 05 nov 2013 22:00 Data de Atualização: 06 fev 2018 14:34

 

Em 2007, pesquisadores de diversos países já sentiam a necessidade de discutir a aprendizagem assistida por computador. Para favorecer o intercâmbio de tendências e resultados de pesquisas na área, foi organizada a primeira Conferência Internacional sobre Aprendizagem Combinada Interativa Auxiliada por Computador (ICBL), tendo o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) – na época, CEFET-SC – como organizador. Neste ano, novamente, o IFSC organiza o evento, que começou nesta quarta-feira (06) em Florianópolis. Durante três dias, cerca de 190 pesquisadores e estudantes de dez países, além do Brasil, terão a oportunidade de assistir a palestras, participar de workshops e apresentar trabalhos sobre o tema.

 

Na cerimônia da abertura, realizada nesta tarde, o coordenador-geral da ICBL 2013 e pró-reitor de Extensão e Relações Externas do IFSC, Golberi de Salvador Ferreira, destacou a mudança no perfil dos jovens dos dias de hoje e as facilidades de acesso às mídias, que fazem com que as aulas precisem ter um diferencial. “O ‘Blended Learning’ aponta para essa direção e espero que possamos aprimorar nosso fazer diário a partir das discussões que teremos durante todo o evento”, ressaltou.

 

O vice-coordenador da conferência, da Carinthia University of Applied Sciences, Andreas Pester, salientou a importância do tema. “A educação por meio das tecnologias está ganhando muito espaço e isso pode ser percebido pela agenda de conferências sobre o assunto em todo o mundo”, contou.

 

Em seu discurso na solenidade, a reitora do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider, destacou a criação do centro de formação no IFSC para capacitar professores do Instituto e de outras instituições. “Temos que priorizar a formação dos professores e educadores para fazermos diferença em outras redes”, afirmou. A dirigente ressaltou também o papel da Educação a Distância que permite atingir os alunos onde quer que eles estejam. “A EaD deve ser discutida, mas precisamos ir além”, disse.

 

Representando a reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a vice-reitora, Lúcia Pacheco, também destacou o papel da EaD. “Essa possibilidade de compartilhar o ensino é um grande desafio e, no caso do Brasil, pela sua extensão geográfica, é fundamental para manter as pessoas em seus locais de origem”, afirmou.

 

A ICBL segue até sexta-feira com workshops, sessões plenárias, apresentações de pôsteres, palestras e sessões de apresentação oral. O evento foi organizado pelo IFSC em cooperação com o Ministério da Educação e diversas outras entidades que atuam na área da educação.

 

Para mais informações, acesse o site do evento. Veja também a galeria de fotos da conferência na nossa página no Facebook.