Pular para o conteúdo

Notícias

Consup define eleições do IFSC em dois turnos e posiciona-se contra adesão ao Future-se

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 17 set 2019 18:17 Data de Atualização: 18 set 2019 17:19

O IFSC terá, pela primeira vez, eleição para reitor e diretores-gerais em dois turnos. Essa foi umas decisões do Conselho Superior (Consup) na reunião de segunda-feira, 16 de setembro, na qual também homologou as comissões eleitorais que vão atuar nas eleições deste ano e deflagrou o processo eleitoral, que deve ser finalizado em 90 dias. A reunião foi marcada, ainda, por intervenção de estudantes que manifestaram-se contra o projeto Future-se, proposto pelo governo federal. A adesão do IFSC a esse programa foi rejeitada pelo conselho.

O Consup também definiu que os candidatos a reitor devem indicar no ato da inscrição os nomes dos ocupantes de cargos de pró-reitor e diretor-executivo que vão compor sua equipe, assim como já havia ocorrido nas eleições de 2015. A regra também vale para os candidatos a diretor-geral de câmpus, que devem informar, no ato da inscrição, quem serão os ocupantes dos demais cargos de direção em sua gestão.

Essas indicações, porém, não configuram uma “chapa” - os únicos eleitos, de fato, são os candidatos a reitor e diretor-geral (e, também, a vice-diretor-geral, cargo que existe apenas no Câmpus Florianópolis). A votação para reitor e diretores-gerais do IFSC vai ser feita em urna eletrônica e, quando não for possível por esse meio, em cédula de papel.

O processo eleitoral do IFSC vai ser coordenado pela Comissão Eleitoral Central, responsável por elaborar o regulamento geral e o calendário das eleições. Haverá também comissões eleitorais locais, que vão organizar a votação em cada câmpus. Algumas dessas comissões foram homologadas pelo Consup mesmo não tendo todos os componentes definidos – nesses casos, os diretores-gerais dos câmpus têm 10 dias para indicar os nomes de quem vai completá-las.

 

Future-se

 

A reunião do Consup teve intervenção de estudantes da instituição, que ocuparam a Sala dos Conselhos e manifestaram-se contra o projeto Future-se, proposto pelo governo federal, com cartazes e palavras de ordem. Eles estavam reunidos em assembleia no Câmpus Florianópolis-Continente e, depois, deslocaram-se para a Reitoria, onde ocorria a reunião do Conselho Superior. Por meio de representante discente no conselho, leram uma carta, assinada por 20 grêmios estudantis e centros acadêmicos de 14 câmpus, na qual posicionam-se contra a proposta do governo.

O Future-se era um dos pontos de pauta da reunião do Consup, pois esse tema já vinha sendo discutido em outros fóruns da instituição, como o Colégio de Dirigentes (Codir), e debatido em diversas oportunidades com servidores e alunos. Os conselheiros aprovaram a rejeição à entrada do IFSC no Future-se, o apoio à nota dos estudantes e também a criação de uma comissão que vai elaborar uma carta do Consup sobre o Future-se. 

A reunião do Consup foi gravada pela IFSC TV e está disponível no canal do IFSC no YouTube. Por questões técnicas, a gravação foi dividida em duas partes. Acesse a primeira parte e a segunda parte nos vídeos abaixo. 
 

INSTITUCIONAL