Pular para o conteúdo

Notícias

Projeto de extensão produz e distribui sabão líquido econômico na Grande Florianópolis

EXTENSÃO Data de Publicação: 26 jun 2020 14:25 Data de Atualização: 26 jun 2020 15:25

Um projeto de extensão multidisciplinar de servidores do Câmpus Florianópolis e da Reitoria está fazendo a produção e a distribuição de sabão líquido econômico em comunidades em vulnerabilidade social na região. Além disso, a equipe também faz a orientação sobre a lavagem das mãos, uma das principais medidas para diminuir a propagação do novo coronavírus.

Participam do projeto os professores Paulo dos Santos Batista, Maria Angélica Bonadiman Marin e Renata Piestch Ribeiro e a técnica de laboratório Mayara da Silva, do curso técnico em Química do Câmpus Florianópolis; a assistente social Ania Ania Tamiles da Silva, a psicóloga Carla Adriana Silva e a médica Débora Cristina Besen, do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (SIASS); e assistente de laboratório Jaqueline Bosse, do curso técnico em Saneamento do Câmpus Florianópolis.

A produção começou no início de junho, no Laboratório de Química Orgânica, e a primeira entrega foi no dia 17, para a Marista Escola Social São José, uma organização sem fins lucrativos que atende cerca de mil crianças e adolescentes no bairro Serraria, em São José. Foram um total de 420 litros, repassados à comunidade. A segunda entidade beneficiada, com 220 litros, foi a Associação Braços Abertos (Aba), que atende pessoas em situação de rua em Florianópolis.

“Nossa capacidade atual de produção é de 500 litros por semana, mas montamos uma pequena unidade produtiva que pode, em função da demanda, chegar a produzir até mil litros por semana”, diz Batista.

Os servidores do SIASS têm atuado na identificação das comunidades, na produção de vídeos e cartilhas para estimular os aspectos de prevenção, com instruções de lavagem das mãos que acompanham o sabão doado. As entidades mapeadas receberão o sabão líquido de acordo com um cronograma de distribuição estabelecido pela equipe. O projeto prevê a doação de até 10 mil litros do produto.

Durante a distribuição do sabão, a equipe distribui máscaras faciais caseiras produzidas por voluntárias a partir de doação de recursos financeiros e/ou materiais, numa livre iniciativa do grupo, em ação não vinculada diretamente ao projeto.

EXTENSÃO CÂMPUS FLORIANÓPOLIS