Pular para o conteúdo

Notícias

IFSC aprova programa para qualificar oferta de atividades não presenciais e ensino híbrido

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 13 ago 2020 16:11 Data de Atualização: 13 ago 2020 16:21

O Colégio de Dirigentes (Codir) do IFSC aprovou, nesta quarta-feira (12 de agosto), o Programa de Qualificação das Atividades não Presenciais e Transposição Didática do Presencial ao Ensino Híbrido (PQ-ANP), documento que sistematiza uma série de ações institucionais a serem desenvolvidas para aprimorar e organizar a oferta de atividades não presenciais.

O programa foi elaborado a partir de iniciativa da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), que, de acordo com o reitor pro tempore André Dala Possa, instigou as instituições da Rede Federal a apresentar propostas de programas para qualificar as atividades não presenciais (ANP). Mesmo em instituições com experiência em educação a distância, percebeu-se a necessidade de ações mais focadas para auxiliar nessa adaptação. “Entendemos que é necessário distribuir o know how, descentralizar os saberes em relação às técnicas básicas de promoção de ANP”, situou André.

O programa prevê recursos para contratação de serviços terceirizados (para produção de videoaulas, por exemplo) e de bolsistas pesquisadores. As atividades vão envolver os Núcleos de Educação a Distância (Neads) dos câmpus, promovendo capacitações e a produção e compartilhamento de recursos didáticos. No total, serão repassados ao IFSC R$ 2.325.345,04, via Termo de Execução Descentralizada (TED).

Alinhado com a Resolução 04/2020 do Codir, o programa prevê ações estruturadas em duas dimensões: ensino e gestão. Na dimensão do ensino, as ações são organizadas nos eixos currículo, preparação, produção, ambiente virtual de ensino-aprendizagem (AVEA), acompanhamento e avaliação – ou seja, contemplando etapas que já são cumpridas no ensino totalmente presencial, mas integrando-as com etapas específicas para a nova dinâmica.

A dimensão da gestão inclui os eixos conectividade, equipamentos e reestruturação de ambientes escolares. Integram o primeiro eixo ações como a concessão de auxílio internet para estudantes com dificuldades de acesso, já implementada. Em relação ao segundo, serão adquiridos e ofertados kits de inclusão digital compostos por computadores, tablets e softwares. Na reestruturação dos ambientes físicos, estão previstas a aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs), câmaras termográficas e escudos de proteção para ambientes de atendimento presencial, entre outras medidas.

O programa foi elaborado em parceria entre servidores da Pró-Reitoria de Ensino (Proen) e do Centro de Referência em Formação e Educação a Distância (Cerfead), além de especialistas externos. 

Saiba mais detalhes sobre o Programa de Qualificação das Atividades não Presenciais e Transposição Didática do Presencial ao Ensino Híbrido (PQ-ANP) (apresentação feita ao Codir).

Assista à gravação 128ª reunião ordinária do Codir no canal do IFSC no YouTube.

 

INSTITUCIONAL