Pular para o conteúdo

Notícias

Remanejamento de R$ 10,2 milhões amplia investimentos do IFSC

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 18 dez 2020 15:09 Data de Atualização: 18 dez 2020 15:12

O remanejamento de R$ 10,2 milhões de “Custeio” para “Investimento” vai permitir ao IFSC realizar obras e investir na compra de equipamentos, mobiliário e softwares. A iniciativa, válida para toda a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, começou a partir de um movimento do IFSC para que essa mudança fosse permitida considerando a diminuição de despesas correntes com a suspensão das atividades presenciais.

Por causa da pandemia, os prédios do IFSC permaneceram fechados a maior parte do tempo em 2020, o que resultou em economia com gastos de custeio, que são aqueles valores usados para manutenção do funcionamento da instituição (limpeza, vigilância, energia elétrica, entre outros). Do total previsto para essa rubrica no ano, R$ 10,2 milhões não foram executados.

O IFSC fez contato com a Secretaria de Planejamento e Orçamento do Ministério da Economia e por meio do Ministério da Educação solicitou que fosse autorizado o remanejamento dos valores não utilizados com custeio para a rubrica “investimento”. O valor aprovado para remanejamento no IFSC foi de aproximadamente R$ 10,2 milhões. Esses recursos estão sendo usados de acordo com critérios definidos no Colégio de Dirigentes (Codir).

Critérios

O plano quinquenal, que é um capítulo do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), e o Plano Anual de Trabalho (PAT) de cada câmpus serviram de base para definir o critérios para o destino dos novos recursos para investimento, que foram definidos junto com os diretores-gerais de câmpus. “Isso nos deixou felizes como gestores, pois todos os câmpus trabalharam com espírito de rede”, comenta o reitor pro tempore André Dala Possa. Todos os câmpus receberam recursos do remanejamento.

Um dos resultados do remanejamento é o de que o IFSC vai terminar 2020 com 24 processos de Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) publicados e 12 RDC em andamento para 2021, processo licitatório adotado para obras e serviços de engenharia, um número bem superior ao maior total anterior realizado em um ano, que era de seis em 2018. “Apesar da pandemia e do trabalho remoto, para que esse espírito de rede vingasse, a Pró-Reitoria de Administração, o Departamento de Engenharia e os engenheiros regionalizados fizeram uma força-tarefa para realizar esses RDCs”, destaca o reitor pro tempore.

O que vai ser feito com os recursos do remanejamento (valores aproximados)


Câmpus Caçador

Equipamentos para laboratórios – R$ 450 mil

Câmpus Criciúma

Mobiliário para Bloco D – R$ 200 mil
Serviços de readequação – R$ 1,2 milhão

Câmpus Florianópolis


Implantação da sala multimídia para o Dass – R$ 114,4 mil
Reforma do Bloco A e realocação da biblioteca do Bloco C – R$ 2,9 milhões

Câmpus Florianópolis-Continente

Compra de livros para cursos novos – R$ 40 mil
Mobiliário para laboratórios de Cozinha e novos espaços – R$ 375,9 mil
Reforma do pátio coberto da cantina do câmpus – R$ 176,8 mil

Câmpus Garopaba

Mobiliário e equipamentos para laboratórios – R$ 200 mil

Câmpus Gaspar

Aquisição de contêiner e mesa digitalizadora para almoxarifado do Vestuário – R$ 96 mil
Aquisição de material permanente – R$ 8 mil
Aquisição de material permanente para o espaço maker e câmpus – R$ 40 mil
Aquisição e instalação de bebedouros – R$ 20 mil
Cobertura em toldo para motos e veículos – R$ 100 mil
Instalação de câmeras CFTV – R$ 60 mil

Câmpus Jaraguá do Sul-Centro

Execução de pavimentação do estacionamento do câmpus – R$ 230 mil

Câmpus Joinville

Ações múltiplas – R$ 1,06 milhão

Câmpus Lages

Equipamentos para adequação da sala Nead – R$ 42 mil
Equipamentos para adequação do auditório – R$ 20,8 mil
Equipamentos para laboratórios de Agroecologia – R$ 42,2 mil
Equipamentos para laboratórios de Biologia e Química – R$ 93,7 mil
Equipamentos para laboratórios de Mecânica e Elétrica – R$ 50,4 mil

Câmpus São Carlos

Sistema antifurto – biblioteca e refrigeração – R$ 65 mil

Câmpus São Miguel do Oeste

Construção do galpão agrícola – R$ 823 mil

Câmpus Tubarão

Equipamentos para laboratórios – R$ 555 mil

Câmpus Urupema

Equipamentos para laboratórios – R$ 135 mil

 

INSTITUCIONAL