Pular para o conteúdo

Notícias

Educação inclusiva: projeto aproxima o IFSC das instituições de educação especial de Joinville

EXTENSÃO Data de Publicação: 08 out 2021 12:36 Data de Atualização: 13 out 2021 13:04

Você sabia que o IFSC prevê em seus editais de ingresso a reserva de vagas para pessoas com deficiência ou autismo em todos os cursos ofertados? A reserva atende ao Sistema de Cotas para Escolas Públicas Brasileiras, porém ainda é pouco conhecida pelo público-alvo que tem direito. Para divulgar as possibilidades de educação profissional e tecnológica e conhecer o trabalho realizado na área de educação especial, o Câmpus Joinville desenvolveu o projeto de extensão “Instituições de Educação Especial de Joinville e o IFSC: aproximação necessária”.

Durante a execução do projeto, foram realizadas várias formações com a comunidade acadêmica do IFSC e rodas de conversa virtuais com algumas instituições da cidade, como Associação da Comunidade Surda de Joinville, Núcleo de Assistência Integral ao Paciente Especial de Joinville (Naipe), Associação dos Deficientes Físicos de Joinville (Adej) e especialistas de outros grupos.

Conforme a professora de educação especial do IFSC e coordenadora do projeto, Claudia Daniele Spier Hoffelder, as ações foram muito bem recebidas. “Cerca de 160 pessoas tiveram participação em alguma etapa do projeto, ampliando as discussões acerca da educação inclusiva”, conta Claudia, que faz questão de lembrar que a avaliação qualitativa é ainda melhor.

“Qualitativamente, foram muito positivas as rodas de conversa, pois estudantes e servidores participaram e sanaram dúvidas sobre o atendimento aos diversos públicos na área da educação especial, bem como foram iniciadas possíveis parcerias para futuros projetos. Os cursos do IFSC e as possibilidades de acesso por cotas também foram divulgados para a comunidade”, enfatiza a coordenadora.

Justificativa

De acordo com a professora de educação especial do IFSC, apesar das cotas, a inscrição, ingresso e efetivação de matrículas de pessoas com deficiência ainda é muito menor que o esperado. Como exemplo, ela cita o processo de ingresso para cursos técnicos no segundo semestre do ano passado.

O Edital 08/DEING/2020-2, publicado em 01 de setembro de 2020, previa a oferta de 2.092 vagas em cursos técnicos integrados, concomitantes e subsequentes em diversos câmpus. Destas, 248 estavam reservadas para pessoas com deficiência ou autismo, mas apenas 22 candidatos se inscreveram e somente onze formalizaram a matrícula. No Câmpus Joinville, apenas dois candidatos cotistas ingressaram neste processo.

Para Claudia, a aproximação do IFSC com as instituições de educação especial e, consequentemente, com os usuários e familiares pode aumentar estes números e melhorar as possibilidades de educação inclusiva. “As rodas de conversas sobre educação inclusiva com nossa comunidade acadêmica e com as instituições de educação especial são momentos importantes de troca de experiência e diálogo. Valorizar as diferenças e conhecer as possibilidades de aprendizagem de todos os sujeitos é uma importante quebra de barreiras”, defende.

Conheça mais

Para quem quiser conhecer mais sobre as cotas e educação inclusiva, o Blog do IFSC tem duas postagens interessantes e esclarecedoras:

- Sistemas de cotas no IFSC: como funciona?

- Alunos com deficiência: um post sobre eles e com eles

Acesse também a página do IFSC sobre Ações Inclusivas.

Para informações sobre o ingresso, o e-mail de contato da Comissão de Ingresso do Câmpus Joinville é ingresso.joinville@ifsc.edu.br.

EXTENSÃO

Nó: liferay-ce-prod01

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência. Leia Mais.