Pular para o conteúdo

Notícias

Eleições IFSC 2019: Conheça as propostas da candidata à Direção Geral do Câmpus Urupema

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 30 out 2019 12:52 Data de Atualização: 30 out 2019 15:02
Eleições IFSC 2019: Conheça as propostas da candidata à Direção Geral do Câmpus Urupema
Candidata Evelise (foto enviada pela candidata)

O IFSC realiza, em 13 de novembro, as eleições para o cargo de reitor e de diretores-gerais de 21 câmpus. Para a Reitoria, concorrem quatro candidatos: André Dala Possa (André), Consuelo Aparecida Sielski Santos (Consuelo), Marco Antônio Vezzani (Vezzani) e Maurício Gariba Júnior (Gariba). Para a Direção Geral do Câmpus Urupema, concorre apenas uma candidata: Evelise Zerger.

A Coordenadoria de Jornalismo do IFSC solicitou que a candidata destacasse suas propostas para alguns temas específicos. Confira abaixo as propostas na íntegra conforme foram enviadas:

Estudantes

- Reconhecer o discente como protagonista no processo de ensino, estimulando a sua participação nos diversos cenários da instituição, garantindo uma gestão colaborativa e participativa.
- Estimular e desenvolver ações culturais, esportivas e educativas que visem a integração discente, ampliando a permanência e êxito dos mesmos no Câmpus.
- Estimular a criação de uma incubadora de ideias otimizando e incentivando o espírito criativo e empreendedor dos discentes.
- Encorajar o processo de internacionalização dos cursos regulares do Câmpus, fomentando intercâmbio discente.
- Promover ações de combate ao bullying, violência, depressão e atos suicidas, com ênfase no respeito à diversidade cultural, social, étnica, religiosa e de orientação sexual.

Docentes e Técnicos Administrativos

- Elaborar e implantar programa de ambientação no Câmpus de novos servidores.
- Propor e realizar melhorias nos ambientes de convívio dos servidores.
- Promover momentos de integração entre os servidores.
- Estimular a capacitação docente no âmbito do ensino, pesquisa, extensão e processos institucionais.
- Reconhecer as competências dos pesquisadores e extensionistas do Câmpus a fim de direcionar adequadamente as demandas externas.
- Fomentar a capacitação dos pesquisadores e extensionistas do Câmpus.
- Buscar junto a Reitoria realização de Mestrado Institucional para os servidores TAE’s da região central, ou mecanismos que facilitem a promoção da qualificação dos servidores.
- Buscar meios, dentro dos limites orçamentários, para melhor equipar salas, laboratórios e demais setores, dando infraestrutura adequados para ações de ensino, pesquisa, extensão e administrativas.

Gestão 

- Promover um constante canal de comunicação entre a comunidade escolar e a gestão.
- Dar transparência às rotinas administrativas, dinamizando processos, buscando uma administração empreendedora, eficiente, célere e dinâmica, divulgando as atividades realizadas e promovendo a prestação de contas da gestão do Câmpus.
- Mapear as competências profissionais e vocacionais dos servidores e buscar a valorização destas para a qualificação dos serviços prestados no Câmpus.
- Revisar as ofertas de ensino realizadas em municípios vizinhos, visando atender a missão institucional e a garantia da sustentabilidade do Câmpus.
- Incentivar o desenvolvimento do ensino a distância, abarcando novas fronteiras de ensino, perpassando os limites geográficos Câmpus.

Relacionamento com a comunidade

- Diagnosticar e organizar as demandas regionais no âmbito social, da pesquisa e extensão e buscando atendê-las adequadamente, considerando as competências encontradas no Câmpus.
- Desenvolver uma comunicação eficaz com a comunidade externa, divulgando o processo de ingresso, eventos e atividades diversas do Câmpus.
- Incentivar a realização de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), diversificando as áreas profissionais e regiões atendidas, como, também, estratégia de divulgação e promoção da marca institucional.
- Fortalecer os grupos de pesquisa do Câmpus de forma articulada com a Pró-reitoria de Pesquisa Pós-graduação e Inovação, através de parcerias intra e interinstitucionais.
- Fomentar o arranjo produtivo local por meio de transferência de conhecimento técnico e tecnológico.
- Articular parcerias intra e interinstitucionais de forma articulada com a Pró-reitoria de Pesquisa Pós-graduação e Inovação.

Mais sobre a candidata

A candidata também teve a oportunidade de enviar uma breve apresentação. Conheça um pouco mais sobre ela:

Possui graduação em Tecnologia em Gastronomia pelo Centro Universitário de Maringá (2010), Especialização em Docência em Gastronomia (2011) pela mesma instituição e Mestrado em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul (2016). Ingressou no IFSC em 2011, onde atua como docente da área de gastronomia. Na gestão institucional, foi Assessora da direção-geral do Câmpus Urupema (2012-2014) e coordenadora do curso Técnico em Agroindústria, do IFSC Câmpus Canoinhas (2016-2017).

Sobre as eleições no IFSC

O período de campanha eleitoral vai até 11 de novembro. Os planos de gestão completos de todos os candidatos à Reitoria e à Direção-Geral dos câmpus estão disponíveis na páginas das Eleições 2019 do IFSC.

Leia aqui a reportagem para ver as propostas dos candidatos ao cargo de reitor(a) em relação aos mesmos temas mencionados acima.

Na semana passada, foi realizado o primeiro debate entre os candidatos à Reitoria. Veja aqui como foi. Um segundo debate será realizado em 6 de novembro.

A eleição em primeiro turno será realizada em 13 de novembro. Se houver segundo turno, a votação será em 5 de dezembro.

Participam da escolha dos dirigentes alunos e servidores. Todos os servidores e alunos votam para o cargo de reitor(a). Os estudantes e servidores lotados no câmpus também votam para direção-geral do câmpus.

Votação

O processo de consulta eleitoral será por meio de voto secreto, presencial e facultativo. Conforme decreto nº 6.986/2009, a classificação dos candidatos é feita de acordo com o peso de cada segmento, sendo 1/3 para docentes, 1/3 para técnicos administrativos e 1/3 para alunos. Para efeito de classificação, não serão considerados válidos os votos brancos e nulos.

Será considerado eleito em primeiro turno o candidato que, ao final deste turno, apresentar índice de votação superior ao somatório dos demais candidatos. Não havendo candidatura que apresente índice de votação superior ao somatório dos demais candidatos no primeiro turno, será realizada consulta em segundo turno, com a participação somente das duas candidaturas que alcançaram os maiores índices gerais de votação no primeiro turno.

Cronograma

Veja as principais datas do calendário eleitoral:

Período da campanha eleitoral: 15 de outubro a 11 de novembro
Eleição 1º turno: 13 de novembro
Divulgação dos resultados: 14 de novembro
Período da campanha 2º turno: 20 de novembro a 29 de novembro
Eleição 2º turno: 5 de dezembro
Divulgação dos resultados: 6 de dezembro
Homologação dos resultados no Conselho Superior: 16 de dezembro
Data provável da posse: 20 de abril de 2020

INSTITUCIONAL