O que muda na Gestão do IFSC?

BLOG DO IFSC Data de Publicação: 25 ago 2021 11:08 Data de Atualização: 25 ago 2021 11:34

Desde o ano passado, vivíamos um impasse na nossa gestão. Embora tivéssemos um reitor eleito em um processo de consulta à comunidade acadêmica realizado em novembro de 2019, ele não pôde assumir em abril de 2020 - quando seria a posse - em função do andamento de um processo administrativo disciplinar, conhecido como PAD, justificativa alegada pelo Ministério da Educação para a então não nomeação. Ficamos então com um reitor pro tempore até o início deste mês. Fizemos um post explicando essa situação no ano passado.

Em junho deste ano, a Corregedoria-Geral da União (CGU) arquivou, por falta de provas, o PAD contra o reitor eleito e dois integrantes de sua equipe, o que abriu caminho para a nomeação, que ocorreu por meio de portaria presidencial em 10 de agosto. Na semana passada, em 18 de agosto, o professor Mauricio Gariba Junior tomou posse como reitor do IFSC em cerimônia realizada no Ministério da Educação depois de 478 dias de espera. 

E agora, o que muda?

No post de hoje vamos explicar o que acontece com a troca de gestão.

Quem são os novos gestores do IFSC?

A nova equipe que assume a liderança do nosso Instituto é a que foi apresentada na época da campanha eleitoral em 2019. No caso dos candidatos à Reitoria, por determinação do Conselho Superior, no processo de consulta à comunidade devem ser apresentados também quem serão os indicados aos cargos de Pró-reitores e Diretoria Executiva de cada candidato. Porém, eles não são uma chapa, ou seja, caso depois de eleito o Reitor queira modificar quem ocupa esses cargos, isso é possível. Mas o professor Gariba manteve sua equipe.

-> Eleições no IFSC: entenda como funciona

Conheça melhor quem são nossos novos gestores:

- Reitor: Maurício Gariba Júnior
- Diretora-executiva: Andréa Martins Andujar
- Pró-Reitor de Administração: Aloísio Silva Júnior
- Pró-Reitor de Ensino: Adriano Larentes da Silva
- Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional: Jesué Graciliano da Silva
- Pró-Reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação: Flávia Maria Moreira
- Pró-Reitor de Extensão e Relações Externas: Valter Vander de Oliveira 

As fotos e o currículo dos novos dirigentes podem ser conferidos no plano de gestão apresentado no processo de consulta à comunidade em 2019.

Além dos pró-reitores e diretora-executiva, com a mudança de gestão também tivemos mudanças em outros cargos na Reitoria (diretorias, departamentos e coordenadorias). Os responsáveis por cada área podem ser consultados na área pública do SIGRH, clicando no item “Servidores”.

Qual o período de mandato?

Conforme o artigo 12 da lei nº 11.892/2008, o mandato dos reitores nos Institutos Federais é de quatro anos a partir do início de sua gestão, ou seja, o mandato do professor Maurício Gariba Júnior vai até agosto de 2025. O período em que tivemos um reitor pro tempore não conta para o tempo de mandato.

Junto com o processo de consulta à comunidade para escolha do novo reitor, em 2019, tivemos o processo de consulta para diretores-gerais de 21 câmpus. O Câmpus Avançado São Lourenço do Oeste terá sua eleição este ano, por ser um câmpus avançado e ter regras diferentes.

Por causa do impasse em função da nomeação do reitor, os diretores-gerais escolhidos pela comunidade acabaram ficando em um mandato pro tempore também até semana passada, quando foram nomeados oficialmente pelo novo reitor. Isso aconteceu para que os mandatos de reitor e diretores-gerais coincidissem. Por isso, o tempo de seus mandatos será o mesmo - até 2025.

Os atuais projetos serão continuados?

Independentemente de quem está na gestão do IFSC, temos um planejamento, construído por toda a comunidade, que nos guia. É o Plano de Desenvolvimento Institucional, o PDI, que tem duração de cinco anos. Já falamos bastante dele por aqui

-> O que é um PDI e como ele é feito?

Nosso atual PDI é válido até 2024 e ele é o fio condutor das ações institucionais. É a partir dele que são feitos os planejamentos nos câmpus e o que chamamos de plano anual de trabalho, o PAT.

-> PDI: Como é feito o acompanhamento?

Todos os gestores do IFSC devem trabalhar de forma alinhada ao PDI que está em vigor, mas é claro que cada equipe de gestão tem sua forma de trabalhar e prioridades. No caso dos dirigentes recém-empossados, é possível conferir suas propostas no Plano de Gestão que apresentaram durante o processo de consulta à comunidade em 2019.

Quais as prioridades da nova gestão do IFSC?

Na semana passada, publicamos no Portal do IFSC uma entrevista com nosso novo reitor em que ele falou sobre as prioridades da gestão e os desafios na pandemia. Vale a pena ler e ver!

 

Pedimos também para o professor Gariba comentar sobre os intercâmbios, que estão suspensos no formato presencial desde o ano passado em função da pandemia:


Prioridades das áreas

Para termos mais clareza do que vem por aí, pedimos aos novos pró-reitores e à nova diretora executiva que compartilhassem conosco as prioridades de cada área. Veja só:

Pró-Reitoria de Ensino (Proen)

Esta é a pró-reitoria em que estão ocorrendo mais mudanças no organograma, com previsão de alterações na estrutura e novas diretorias, departamentos e coordenadorias. O pró-reitor de Ensino Adriano Larentes da Silva nos contou que as mudanças propostas acontecerão em duas etapas.

A primeira já começou a ser feita e deve ser concluída até final de setembro. Entre as mudanças, estão a criação das seguintes coordenadorias:

- Coordenadoria de Suporte Institucional à Permanência e Êxito
- Coordenadoria de Juventudes e Diversidades
- Coordenadoria de Ensino Médio Integrado
- Coordenadoria de Ingresso

Além destas novas coordenadorias, haverá mudanças também na Coordenadoria de Inclusão no Mundo do Trabalho, que agora passa a se chamar Coordenadoria de Integração Acadêmica e Profissional, e na Coordenadoria de Cursos Técnicos e FIC, que agora terá um escopo menor, como Coordenadoria de Cursos FIC, Subsequentes e Concomitantes, já que para os técnicos integrados haverá uma coordenadoria específica. 

Outra grande mudança com impactos diretos na Proen é a criação da Assessoria Especial para Políticas de EJA e Ensino Médio Integrado, vinculada diretamente ao gabinete do reitor, mas com atuação em articulação com a Diretoria de Ensino e outras diretorias. A projeção é que esta assessoria se transforme no Departamento de EJA e Ensino Médio Integrado, após a submissão de proposta de mudança do regimento ao Conselho Superior, a partir de setembro.  

De setembro a dezembro, a nova gestão pretende iniciar uma segunda etapa de mudanças mais estruturais na Proen com a submissão ao Consup de um novo organograma que prevê: 

- a criação de uma nova diretoria de Inclusão, Acesso, Permanência e Êxito, que reunirá o trabalho hoje realizado pelas atuais diretorias de Estatística e Informações Acadêmicas e Diretoria de Assuntos Estudantis;
- a criação de dois novos departamentos no contexto da nova diretoria: o Departamento de Gestão e Estudos Estratégicos e o Departamento de Políticas Estudantis;
- a criação de um novo departamento no âmbito da Diretoria de Ensino, chamado de Departamento de EJA e Ensino Médio Integrado (que neste momento foi criado como uma assessoria vinculada ao Gabinete do Reitor). 

Além destas mudanças no organograma, estão previstas para esta etapa a nomeação da comissão para estruturação e implantação do Observatório da Inclusão, Permanência e Êxito do IFSC - que deverá pesquisar, realizar publicações e acompanhar as ações institucionais nestas áreas - e o início dos debates para a criação do Laboratório de Ensino e Aprendizagem do IFSC, que promoverá o desenvolvimento e a socialização de ações ou projetos relacionados a situações pedagógicas demandadas pelos câmpus. 

As diferentes mudanças propostas para a Proen estão associadas às ações prioritárias da Proen para os próximos meses, Entre elas, estão:

- o diálogo com os diversos segmentos (movimento estudantil, servidores, estudantes e comunidade) para tratar de temas como inclusão, assistência estudantil, trabalho docente, permanência e êxito, abandono/evasão escolar, ingresso, fortalecimento do ensino público, gratuito e de qualidade, BNCC, novas diretrizes para a EPT, licenciaturas e EJA .
- a reestruturação da pró-reitoria e de sua interlocução com os câmpus, por meio de diálogo, formação compartilhada e trocas de experiências, mapeamento de fluxos e melhoria de processos.
- a reavaliação da distribuição orçamentária para a PROEN para viabilizar projetos de ensino a partir de 2022.
- o estudo analítico dos indicadores institucionais, com verificação da necessidade de sua atualização e/ou de elaboração de novos indicadores que possam auxiliar a gestão em seus diversos níveis de atuação.

Pró-Reitoria de Extensão e Relações Externas (Proex)

O professor Valter Vander de Oliveira, novo pró-reitor de Extensão e Relações Externas, afirmou que continuará ampliando as ações de extensão como processo educativo, cultural e científico fomentando programas, projetos, cursos e eventos em todo o estado de Santa Catarina. Além disso, fez os seguintes destaques ao falar das prioridades da Proex:

- Fortalecer a Política de Comunicação Institucional (que, inclusive, está em processo de atualização) e ampliar o diálogo com os câmpus e toda comunidade catarinense, sedimentando a marca IFSC como uma instituição pública, gratuita e de excelência a toda comunidade interna e externa.
- Discutir o cenário das ações de extensão, da comunicação institucional e das parcerias durante e pós a pandemia de Covid-19, estimulando, apoiando e promovendo eventos para divulgar e fortalecer as ações de ensino, pesquisa e extensão.
- Consolidar e fortalecer estratégias para curricularizar a Extensão em nossos cursos superiores do IFSC, avaliando os desafios encontrados e construindo de forma coletiva ações que fomentem a extensão como prática educativa.
- Ampliar o número de bolsas para estudantes extensionistas e aprimorar editais estratégicos para as atividades que valorizem o desenvolvimento social e econômico sustentável, atividades culturais e artísticas e as atividades voltadas ao protagonismo dos nossos estudantes.
- Consolidar e ampliar o movimento de empresas juniores no IFSC.

Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proppi)

Conforme a nova pró-reitora Flávia Maria Moreira nos contou, a prioridade da equipe neste momento será:

- A apropriação dos fluxos, calendários, recursos, editais, indicadores e legislações específicas, para garantir a execução orçamentária prevista para 2021 e não provocar qualquer descontinuidade nos editais e processos em andamento;
- O fortalecimento do diálogo nos câmpus, com lideranças e coordenadores de pesquisa e pós-graduação e de discentes, para que haja avanços na construção das políticas institucionais, na articulação ensino-pesquisa-extensão, na desburocratização e descentralização dos processos ligados à pró-reitoria e na autonomia dos câmpus.

Pró-reitoria de Administração(Proad)

O pró-reitor de Administração Aloísio Silva Júnior, compartilhou com a gente as seguintes ações:

Curto Prazo

- Atuar visando a execução de 100% do orçamento destinado ao exercício de 2021.
- Analisar e atuar no processo de remanejamento orçamentário em 2021.
- Acompanhar e executar as licitações inerentes ao cronograma estabelecido em 2021.
- Acompanhar e executar projetos e licitações relativas aos serviços, reformas e obras inerentes ao planejamento e priorizações elencadas para 2021.
- Iniciar a Implementação do SIADs - Sistema que vai dar suporte ao gerenciamento de almoxarifado e patrimônio no IFSC.
- Buscar mais diagnósticos internos e externos visando um planejamento coletivo nas áreas geridas pela Proad.
- Atuar na melhoria das estruturas gerenciais e operacionais da Reitoria visando o asseio e cuidados com as edificações, veículos e serviços terceirizados.
- Sensibilizar nossas estruturas gestoras para o diálogo, buscando resoluções de problemas não pela via punitiva e sim pelo processo cooperativo, de entendimento mútuo e esgotamento das alternativas pedagógicas e educacionais.

Médio Prazo

- Sensibilizar e iniciar uma política de inovação, buscando melhorias contínuas por meio dos diálogos multidisciplinares envolvendo nossos servidores. Melhorias essas inerentes a fluxos de trabalhos, infraestrutura de trabalho e outros processos que possam ser estabelecidos de forma coletiva.
- Trabalhar projeto inerente ao controle e transparência da execução orçamentária no IFSC por meio de avanço tecnológico, dando a possibilidade de gestores e comunidade poderem ter acesso facilitado a informações relativas à execução orçamentária.
- Implementar legislações internas que possibilitem suporte à aprovação da despesa pública, deixando transparente as responsabilidades e qualificando nossas despesas e investimentos efetuados.

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional (Prodin)

O novo pró-reitor Jesué Graciliano da Silva destaca a intenção de reduzir a centralização dos processos na Reitoria, ampliando a autonomia dos câmpus e fomentando ações de planejamento institucional integrado.

Há diversas ações importantes que estão em andamento no âmbito da Prodin e que terão continuidade:

- implementação da Lei Geral de Proteção de Dados
- revisão dos fluxos e atos normativos para atender às exigências do Decreto 10139/2009
- implementação do Plano de Integridade
- encaminhamentos da gestão documental
- implementação da Política de Governança e Gestão de Riscos
- implantação do Plano Diretor de TI - PDTIC em consonância com as discussões realizadas pelo Comitê de Governança Digital
- implantação da cultura de gestão do conhecimento e o plano de transformação digital. 

Diretoria Executiva

Dentro do Gabinete da Reitoria, existe uma estrutura chamada Diretoria Executiva, que é o setor que orienta e acompanha a execução das atividades técnicas realizadas pelas áreas meio e fim do IFSC. A nova diretora executiva do IFSC Andréa Martins Andujar destacou que as prioridades do setor serão:

- Priorizar ações relacionadas à área da saúde e à qualidade de vida dos nossos servidores e estudantes;
- Humanizar as relações de trabalho;
- Fomentar o diálogo entre a Reitoria e os servidores/Reitoria e os câmpus;
- Proporcionar políticas relacionadas à saúde e ao combate ao assédio.

Fale com a nova gestão do IFSC

Os contatos dos novos dirigentes do IFSC podem ser encontrados nesta página para quem quiser tirar dúvidas ou saber mais informações.

Se você quiser sugerir algum assunto para abordarmos aqui no Blog do IFSC, mande e-mail para blog@ifsc.edu.br.

Receba nossos posts

Se quiser ver tudo o que já publicamos no Blog do IFSC, clique aqui.

Você também pode receber nossos posts no seu e-mail sempre que forem publicados fazendo seu cadastro aqui.

BLOG DO IFSC BLOG DO IFSC