Pular para o conteúdo

Notícias

Mec avalia cursos do IFSC com nota máxima

ENSINO Data de Publicação: 16 mai 2019 10:52 Data de Atualização: 17 mai 2019 10:15

Em dezembro passado, o Ministério da Educação (Mec), através do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou em coletiva à imprensa os conceitos dos cursos de graduação e das Instituições de Educação Superior (IES). O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), no conceito geral, subiu de 3 em 2016 para 4 em 2017, notas essas divulgadas apenas em 2018. Quanto aos desempenhos individuais, nove de 11 cursos avaliados do IFSC receberam conceitos 4 e 5, os mais elevados da avaliação. Cenário positivo que se configura mais uma vez em 2019, já que o Instituto contabiliza seis notas máximas (5) já no 5º mês do ano. 

Ciência da Computação do Câmpus Lages, Tecnologia em Design de Produto e Engenharia Elétrica, ambos do Câmpus Florianópolis, Tecnologia em Produção Multimídia do Câmpus Palhoça-Bilíngue, e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Câmpus Gaspar e do Câmpus Tubarão são os cursos avaliados pelo Mec nesse início de ano e que receberam conceito 5. O IFSC não contabiliza em 2019 nota inferior a esta. 

O curso responsável por preparar pessoas para analisar, projetar, documentar, testar, implantar e manter sistemas de informação, envolvendo especialmente programação de computadores, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Câmpus Gaspar recebeu nota máxima (5) por parte do Inep, após avaliação in loco ocorrida entre os dias 24 e 27 de março passado, em Gaspar; e  dias 22 e 23 de abril, em Tubarão.

Para a aluna Andressa Chiqueleiro, estudar em uma instituição federal é motivo de honra. “Mas fazer parte de um curso que já foi muito bem colocado no Enade, e agora conceito máximo pelo Inep, nos traz um orgulho que não cabe no peito. É mais uma certeza de que estamos em uma ótima instituição, que conta com excelentes profissionais nos ensinando e nos apoiando para a melhor formação", expressa a acadêmica. “É um reconhecimento pelo trabalho que vem sendo feito, não só no ensino, mas em pesquisa e extensão, além da inserção dos nossos estudantes no mercado de trabalho da região", destaca o professor Alexssandro Antunes, coordenador do curso.

A avaliação do Inep é conhecida como Índice Geral de Cursos (IGC), que leva em consideração o Conceito Preliminar de Curso (CPC). Esse por sua vez é formado pela nota dos alunos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), pelo valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes (IDD), pelo perfil do corpo docente (Regime de Trabalho e Titulação), e pela percepção discente sobre as condições do processo formativo na graduação (questionário do Estudante no Enade). 

E foi o IGC geral do IFSC que subiu de 3 em 2016 para 4 na avaliação 2017. Quanto aos cursos, dois deles aparecem com o conceito máximo (5), ambos do Câmpus Florianópolis: Engenharia Civil e Engenharia Elétrica

Os cursos superiores de Tecnologia em  Alimentos do Câmpus São Miguel do Oeste e em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Câmpus Canoinhas também receberam conceito máximo (5). Alimentos passou por avaliação entre 30 de setembro e 3 de outubro, enquanto que Análise e Desenvolvimento de Sistemas de Canoinhas foi avaliado de 21 a 24 de novembro.

Os cursos superiores de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, do Câmpus Gaspar; e em Gestão da Tecnologia da Informação, do Câmpus Florianópolis, estão com conceito 4. As engenharias Mecatrônica e Eletrônica, ambas ofertadas também no Câmpus Florianópolis, e a de Controle e Automação, do Câmpus Chapecó, também receberam 4 de IGC. Conceito esse ainda recebido pelas Licenciaturas em Física, do Câmpus Araranguá e do Câmpus Jaraguá do Sul-Centro

Outros cinco cursos de graduação do IFSC que receberam avaliações de reconhecimento no final do ano passado ficaram com conceito faixa  4. O primeiro avaliado foi o superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia do Câmpus Urupema, entre 29 de agosto e 1º de setembro. Três cursos que ficaram na faixa 4 foram apreciados no mesmo período, de 21 a 24 de novembro: os superiores de Tecnologia em Alimentos (Câmpus Urupema), que teve conceito contínuo 4,47; em Design de Moda, e em Processos Gerenciais do Câmpus Gaspar. O último curso avaliado em 2018, e que recebeu conceito 4 foi o superior de Tecnologia em Processos Químicos do Câmpus Lages, de 2 a 5 de dezembro.

Desempenho

Os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 foram divulgados no início de 2018 e apontaram dois cursos do IFSC com conceito máximo (5), enquanto que outras seis graduações receberam nota 4. 

O curso superior de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação (GTI) e o de Engenharia Civil, ambos do Câmpus Florianópolis, são os que apresentam o conceito 5.  Além do conceito Enade faixa 5, tanto a Engenharia Civil quanto o curso de GTI são destaques nacionais, por ocuparem a segunda colocação em ranking em nível nacional. 

O Câmpus Chapecó também recebeu resultado positivo do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). A graduação em Engenharia de Controle e Automação ficou em 3º lugar entre os Institutos Federais de todo o Brasil e 12º entre todos os cursos de Engenharia de Controle e Automação e Mecatrônica nacionais.

A graduação do IFSC destaca-se ainda mais quando leva-se em consideração o número mínimo de dez estudantes que realizaram a prova do Enade. Neste caso, o Câmpus Chapecó sobe para a 8ª colocação nacional e à 2ª posição entre os IF's. "Este indicador de qualidade avaliou os cursos por intermédio do desempenho dos estudantes. E ele nos mostrou que estamos a frente inclusive de universidades centenárias. Considerando que o nosso câmpus possui 12 anos e o curso de Engenharia tem oito anos em Chapecó, o resultado nos indica que estamos no caminho da excelência", afirma o coordenador do curso, Leandro Chies.

Física Licenciatura, dos Câmpus Araranguá e Jaraguá do Sul; Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, do Câmpus Gaspar; Engenharia Elétrica e Engenharia Eletrônica, do Câmpus Florianópolis, receberam o conceito 4.

Enade
O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), aplicado desde 2004, é uma das avaliações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Seu objetivo é conferir o desempenho dos estudantes em relação a conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo do curso. O Enade é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação e é composto por uma prova para avaliação individual de desempenho do estudante e um questionário do estudante.

De acordo com a legislação, devem ser inscritos no Exame os estudantes, ingressantes e concluintes, dos cursos de graduação avaliados na edição. No histórico escolar do estudante ficará registrada a situação de regularidade no Enade. Para ter regularidade o concluinte precisa responder ao questionário e realizar uma prova com 40 questões dividida em duas partes: Formação Geral (FG), que avalia aspectos da formação profissional relativos a atuação ética, competente e comprometida com a sociedade em que vive; e o componente específico (CE) de cada área.

Saiba mais

O conceito do Inep, realizado presencialmente, é a média de  três fatores: organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial e infraestrutura. E para isso os avaliadores realizam reuniões com coordenação, direção, alunos e professores dos cursos, além de visitar laboratórios, biblioteca e salas de aula do Câmpus. 

Os avaliadores, que vão ao câmpus para analisar essas variáveis, atribuem nota de 0 a 5, o que resulta no chamado “conceito final contínuo”, um valor resultante da média entre as notas dadas às três dimensões. Por fim, o conceito final contínuo, gera o “conceito final faixa”, que é um número inteiro, sendo 5 o maior possível.

O IFSC oferece 25 cursos superiores de Tecnologia, 22 de bacharelado, cinco de licenciaturas presenciais e nove de Educação a Distância.

ENSINO