Pular para o conteúdo

Notícias

Conselho Superior reitera posicionamento contrário à nomeação de reitor pro tempore

INSTITUCIONAL Data de Publicação: 06 mai 2020 18:36 Data de Atualização: 20 mai 2020 17:09

O Conselho Superior (Consup) do IFSC deliberou nesta quarta-feira, 6 de maio, em reunião extraordinária, por encaminhar à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) solicitação de documentos relativos à sucessão na reitoria da instituição. Em ofício, o Conselho reivindica a destituição do atual reitor pro tempore, em função de "riscos para a estabilidade institucional" com sua permanência no cargo. O posicionamento consta em nota oficial emitida pelo órgão.

Em outro ofício, os conselheiros solicitam acesso à íntegra dos processos de nomeação do reitor eleito, Maurício Gariba Júnior; de nomeação dos reitores pro tempore Lucas Dominguini, que não aceitou o cargo, e André Dala Possa, nomeado na última segunda-feira (4 de maio). 

O diretor de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, Kedson Raul de Souza Lima, participou da reunião para prestar esclarecimentos ao Consup sobre o processo de nomeação do reitor eleito e da justificativa para nomeação de um pro tempore. Em função da menção, pelo diretor, de documentos dos quais os conselheiros não tinham conhecimento, surgiu a proposição de solicitar acesso integral aos processos relativos ao assunto.

Nova composição

Novos diretores de câmpus, que tomaram posse no final de abril, tiveram na reunião desta quarta-feira sua primeira participação como representantes dos diretores-gerais no Consup. Os nomes foram escolhidos pelo Colégio de Dirigentes (Codir) na reunião realizada na terça, 5 de maio. Os titulares passam a ser Ana Paula Kuczminda da Silveira (Gaspar), Daniel Fernando Carossi (São Lourenço do Oeste), Lucas Dominguini (Criciúma), Joel José de Souza (Canoinhas) e Eliana Cristina Bär (Palhoça Bilíngue). Os suplentes são Delcio Luis Demarchi (Jaraguá do Sul-Rau), Diego Albino Martins (São Miguel do Oeste), Henri Carlo Belan (Tubarão), Vilson Heck (Lages) e Jane Parisenti (Florianópolis-Continente).

A representação se dá por região, com os câmpus agrupados em Norte (Gaspar, Itajaí, Jaraguá do Sul-Centro, Joinville, Jaraguá do Sul-Rau), Oeste (Câmpus Chapecó, São Carlos, São Miguel do Oeste, São Lourenço do Oeste, Xanxerê), Sul (Araranguá, Criciúma e Tubarão), Central (Caçador, Canoinhas, Lages, Urupema) e Região Metropolitana (Florianópolis, Florianópolis-Continente, Garopaba, São José, Palhoça Bilíngue, Reitoria).

Os novos representantes do Codir irão participar do Consup até 29 de agosto, quando haverá alteração de todos os membros do colegiado, cuja composição atual encerrará seu mandato de dois anos.

A diretora-executiva do IFSC, Silvana Lisboa, que presidiu a reunião do Consup, também anunciou na reunião desta quarta sua exoneração do cargo. O novo diretor-executivo será o professor Juarez Pontes, aposentado desde 2019. Servidor do IFSC desde 1980, o professor foi diretor sistêmico da antiga Escola Técnica Federal, diretor da Unidade São José e, já na atual institucionalidade, diretor-geral dos câmpus Chapecó e São Carlos do IFSC.

INSTITUCIONAL