Proeja: entenda do que se trata esta educação que transforma vidas

BLOG DO IFSC Data de Publicação: 15 jun 2022 08:54 Data de Atualização: 04 jul 2022 11:44

Você sabe o que a história da Valina, da Paulina, do Júlio, da Andreia e de outros estudantes do IFSC têm em comum? A transformação por meio da educação. No caso deles, a mudança veio com o retorno às salas de aula após três ou quatro décadas deles iniciarem os estudos.

Nesse post vamos falar sobre a Educação de Jovens e Adultos, o EJA, e vamos explicar qual modalidade é oferecida no IFSC. Para isso, conversamos com a assessora especial para Políticas de EJA e Ensino Médio Integrado, Ivanir Ribeiro, e também com a chefe do Departamento de Ingresso, Giselli Bonassa. Então, vamos lá! 

O que é EJA?

A Educação de Jovens e Adultos, conhecida pela sigla EJA, é a modalidade de educação destinada a população acima de 15 anos que não teve acesso ou não concluiu a Educação Básica. Neste tipo de curso, o aluno faz o Ensino Fundamental ou o Ensino Médio em menos tempo - porque existe uma maior flexibilidade curricular-, mas o conteúdo é o mesmo do ensino regular.

O EJA se divide em EJA Ensino Fundamental - destinada a jovens a partir de 15 anos que não completaram o Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) - e EJA Ensino Médio - destinada a jovens e adultos maiores de 18 anos que não completaram o Ensino Médio. 

No Brasil, dados da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação - ANPED (2021) apontam que 5,4% da população adulta não sabe ler nem escrever, 31,2% não possui o Ensino Fundamental e 51,2% não possui o Ensino Médio completo. Esses brasileiros largaram os estudos para cuidar da família e/ou trabalhar, por isso é tão importante oferecer cursos pensados para encaixar na rotina dessas pessoas. 

Agora imagine quem sonha em aprender uma profissão ou se especializar na que trabalha e não possui o Ensino Fundamental ou Médio. Essa pessoa precisaria passar pelo EJA e só depois cursar um técnico… o que levaria bastante tempo, não é mesmo?

Pensando nessas pessoas foi criado o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, ou simplesmente, Proeja. Este programa foi instituído pelo Decreto nº. 5.840, de 13 de julho de 2006, abrangendo cursos integrados de Formação Inicial e Continuada (FIC) e Educação Profissional Técnica de Nível Médio (cursos técnicos), ambos integrados à Educação Básica. E essa é a modalidade oferecida aqui no IFSC.

O que é Proeja?

Como falamos acima, Proeja é a modalidade de EJA voltada ao ensino técnico. Ou seja, além de receber a formação básica, o aluno recebe também uma formação técnica. Portanto,,essa junção é chamada Proeja ou EJA-EPT.

Essa modalidade tem o objetivo de atender à demanda de jovens e adultos pela oferta de educação profissional, da qual em geral são excluídos justamente por não possuírem o ensino fundamental e/ou médio.

Vamos explicar melhor:

Você sabe que, no IFSC, é possível ter uma formação técnica enquanto cursa o Ensino Médio regular, não é mesmo? São os nossos cursos técnicos integrados (ou Ensino Médio Técnico). O Proeja é parecido: os alunos recebem uma formação profissional enquanto cursam o Ensino Fundamental ou Médio na modalidade para jovens e adultos. 

No IFSC, ofertamos o Proeja, dividido em cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) integrados ao Ensino Fundamental; cursos FIC integrados ao Ensino Médio e cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio. Veja aqui nossos cursos Proeja.

-> Saiba mais sobre a história da EJA no IFSC

A diferença entre um curso FIC e um Técnico está basicamente na sua duração e,  consequentemente, no aprofundamento do conhecimento técnico. Ou seja, o tempo “a mais” que o aluno passa no curso técnico é destinado ao aperfeiçoamento na área escolhida. 

O curso FIC Integrado ao Ensino Fundamental tem duração de dois anos (quatro semestres). Já o curso FIC Integrado ao Ensino Médio pode variar entre um ano e meio (três semestres) e dois anos (quatro semestres), por fim, o técnico integrado ao Ensino Médio pode variar de dois anos (quatro semestres) a três anos (seis semestres).

O Proeja no IFSC oferece diferentes modalidades de curso e está aberto para todos.

Veja um resumo das modalidades do Proeja:

Quadro com as modalidades de cursos Proeja no IFSC

Como ingressar no Proeja?

Cada curso tem um calendário e um processo seletivo específico. O Proeja FIC (tanto Fundamental quanto Médio) segue as normas previstas para cursos FIC. Já o Proeja Técnico segue as regras do processo seletivo para cursos técnicos. No IFSC, os câmpus podem optar por fazer uma seleção unificada com outros câmpus ou fazer um processo seletivo próprio.

Se você tem interesse em se inscrever no Proeja, vale a pena ficar de olho no site do câmpus mais próximo ou se informar diretamente no câmpus do IFSC da sua cidade para saber quando será o próximo processo seletivo.

-> Neste momento, estamos com inscrições abertas até 27 de junho para alguns cursos Proeja. Veja aqui!

Os câmpus têm desenvolvido o processo de busca ativa, que se constitui em uma das diretrizes preconizadas no Documento Orientador da EJA do IFSC.

“Busca ativa é a iniciativa ou o conjunto de iniciativas do IFSC para encontrar, contatar e estabelecer diálogo com trabalhadores (formais e informais), desempregados, jovens, indígenas, estrangeiros, entre outros grupos sociais que apresentem demandas por qualificação e formação, porém desconhecem ou não conseguem ter acesso às ofertas educativas oferecidas pela instituição” (Documento Orientador do IFSC, 2021, p. 42).

Ajude a divulgar

Se você conhece alguém que tenha interesse em terminar os estudos, incentive e repasse essas informações. Isso pode fazer a diferença na vida dessa pessoa, como foi o caso da Paulina que só voltou a estudar por causa do incentivo da Assistente Social Zenilda Lemos de Souza. Paulina ficou afastada dos bancos escolares por 38 anos e mesmo enfrentando a depressão voltou às salas para cursar o técnico em Agroecologia no Câmpus Canoinhas:

“Meu pai não me deixava estudar. Ele achava que mulher tinha que casar, cuidar do marido e filhos”, conta Paulina, que, seguindo o estabelecido, casou e teve dois filhos: Márcio e Márcia, de 27 e 24 anos. “Agora estou muito feliz de estar aqui, com os professores, que são muito bonzinhos. Têm paciência de me ensinar. E estou aprendendo um monte de coisas que eu nunca achava na minha vida que eu ia fazer. Nunca eu achei que ia estudar, na minha vida.”

 

 

A educação pode transformar a vida de uma pessoa e por isso, um dos objetivos do IFSC é aumentar o número de inscritos para os programas de Ensino de Jovens e Adultos. Sabemos que voltar a estudar não é fácil, mas acreditamos no poder transformador do ensino.

Educação que transforma vidas

Voltar às salas de aula depois de longo tempo fora da escola é a realidade e o desafio de muitos estudantes do Proeja. São histórias de pessoas que, com força de vontade e dedicação, tentam conseguir qualificação para melhorar a vida. 

Esse é o caso do pedreiro Romário dos Santos Oliveira, que cursou Eletromecânica no Câmpus Chapecó e aos 53 anos voltou a estudar, depois de quase quatro décadas longe da escola. Romário contou que parou de estudar aos 14 anos e sentiu bastante dificuldade em acompanhar as aulas no início. Mas, com sua persistência, a dificuldade foi diminuindo com o passar do tempo.

Assista a esta reportagem de junho deste ano com a história de três pessoas que tiveram que parar de estudar na infância e adolescência para trabalhar desde cedo e como cursos do Proeja ofertados pelo IFSC mudaram as suas vidas - não só na formação, mas na auto-estima e na forma de se verem e perceberem os outros:

Conheça outras histórias de transformação por meio da educação:

 


Receba nossos posts

Se quiser ver tudo o que já publicamos no Blog do IFSC, clique aqui.

Você também pode receber nossos posts no seu e-mail sempre que forem publicados fazendo seu cadastro aqui.

 
BLOG DO IFSC BLOG DO IFSC