Considerações finais

A publicação da primeira edição da Política de Comunicação do IFSC, em 2013, impulsionou avanços decisivos para o gerenciamento dos processos de comunicação institucional.

Definir os públicos estratégicos permitiu vislumbrar de forma mais clara a complexidade da atuação da instituição, aprimorando e tornando mais assertivas as produções de conteúdo. Além disso, os próprios servidores que atuam na Comunicação - na Reitoria e nos câmpus - consolidaram sua percepção como coletivo.

A experiência de construção participativa desta nova edição da Política de Comunicação permitiu que esse coletivo vislumbrasse outros avanços na compreensão e na prática do trabalho dos comunicadores.

A inserção da noção de Comunicação Pública e todos os conceitos a ela ligados - como interesse público, impessoalidade, cidadania e democracia - é o ingrediente mais importante neste novo texto, que vai orientar, pelos próximos anos, os processos e a concepção de comunicação no Instituto Federal de Santa Catarina.

O amadurecimento do texto reflete, sem dúvida, o que o coletivo dos comunicadores também amadureceu em suas práticas institucionais, inspirado pelas tendências modernas que vêm sendo debatidas pelos cientistas da comunicação.

Porém, mais do que ser um documento produzido por e para comunicadores, esta Política trata de temas e diretrizes que devem ser internalizados pelos servidores do IFSC de maneira ampla.

Embora não seja atividade fim, a comunicação é essencial para que o IFSC cumpra sua missão e potencialize a sua atuação. É por meio dela que se aprimora o diálogo com os diversos públicos, promove-se a transparência e o acesso à informação e compartilha-se o conhecimento, contribuindo com o desenvolvimento econômico e social onde a instituição está inserida. Para favorecer esse processo, serão promovidas capacitações e elaborados documentos voltados para a qualificação das práticas de comunicação institucional.

Outro aspecto a ressaltar é a apresentação do documento exclusivamente em formato digital. Essa escolha está alinhada às tendências das publicações de interesse público, com acesso aberto e livre, o que facilita a consulta e a utilização do conteúdo, até mesmo por outras instituições e pesquisadores da área de comunicação.

O Comitê de Gestão e Atualização desta Política será responsável por acompanhar as mudanças no campo da comunicação e identificar as necessidades de atualização, além de produzir os manuais e demais documentos necessários para orientar as práticas da instituição. São eles:

Voltar ao Topo